Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Testemunho | Ty& Mi – Sendo e Fazendo Discípulos nas Nações da Terra.

MI E TY

O testemunho de hoje é grande e incrível! Quando o ouvi pela primeira vez estava aguardando para entrar na corte e fui tão marcada por essa linda história de amor que pedi para esses amigos compartilharem com vocês também. Confere ai e não deixe de comentar.

@danielle.dz

 

Bem, tudo aconteceu tão rápido que, parando para pensar, me sinto um pouco ridícula pela forma como reagi em relação a ter de esperar em Deus. Você pode até pensar“Ah, para você é fácil falar, afinal você já tem sua história de amor”. Mas acredite não foi sempre assim tão fácil. Ainda hoje não é assim tão fácil… Ok, aperte o cinto, vou compartilhar um pouco da minha história!

Me chamo Milena, conheço a Jesus desde os 6 anos e, acredite, se tinha alguém que sonhava em viver uma história de amor como nos contos de fadas era eu… e mesmo você que torça o nariz porque não acredita nesse tal “amor”,com certeza sente seu coração bater um pouquinho diferente ao ver um romance do século 19, pois no fundo, no fundo, apesar de toda essa independência e feminismo, o que queremos mesmo é ser amadas, ter alguém que pagaria o preço necessário por nós, alguém que nos protegesse e nos reconhecesse como parte vital do seu ser. Posso te falar a verdade: isso vai muito além do sexo, da química e da pegada.Muito além da beleza estética.

Na minha igreja, escola, faculdade e meio social não havia uma santa alma que fosse apaixonante ou que se apaixonara por mim. Sempre tive problema com peso, nunca fui uma “femmefatale” (tipo de mulher que para o trânsito, perfeita, na qual até o próprio suor cheira a canela),ao contrário, era do tipo amigona de todas as horas e psicóloga nas horas vagas – me lembro de quantas e quantas vezes chorava no meu quarto pensando no que havia de errado comigo que ninguém se interessava em mim.

Quando perguntava à minha mãe qual era o meu problema, ela sempre me dizia que eu era uma águia e que Deus estava me guardando para a pessoa certa. Na hora eu não via como isso poderia me ajudar, pensava que era tudo blábláblá materno… mas não é que ela tinha razão!?!?

Minha vida foi bem intensa e em comum com as minhas patrícias paulistanas: faculdade, trabalho, foco, metas e escala do sucesso. Conforme fui ficando mais velha, fui me tornando mais independente e, portanto, mais “RESISTENTE” as qualidades masculinas, afinal, fazia tudo o que qualquer homem fazia, ganhava mais que boa parte dos que conhecia e vivia sobre o seguinte lema: “quando eu casar não serei conhecida apenas como esposa de alguém – tipo aquela galera que é alguma coisa porque casou com um cara rico, pastor, músico, etc. -Quero ter me definido como pessoa e ter alcançado minhas metas, ser uma profissional e depois poder falar de boca cheia que abri mão de tudo para cuidar da minha família”.

No entanto, mesmo com todas essas aspirações naturais nunca deixei de fazer com zelo e excelência as coisas para Deus e, como amava estar na presença Dele, ouvi-lo – em todas as fases da minha vida, mesmo nas épocas em que me era legítimo recuar, prossegui e venci. Por quê? Porque a graça dEle sempre me bastou e o poder dEle se aperfeiçoou nas minhas inúmeras fraquezas.

Minhas concepções mudaram muito desde então! Lembra o problema de peso citado no início do texto? Pois é, desencadeou em uma cirurgia bariátrica em 2010, pois cheguei a pesar 185kg (pasme lol). A essa altura do campeonato, na qual nem na catraca de ônibus passava mais – abandonei completamente a ideia de que alguém poderia me amar e me desejar como mulher… a cirurgia foi um sucesso e em menos de um ano havia perdido 75kg.

milena1

 

 

As coisas começaram a mudar tão rápido que, desde então, Deus tem remido meu tempo consideravelmente. Recebi uma bolsa de estudos para um seminário bíblico nos EUA em 2012 e embarquei de mala e cuia para minha nova vida. Foi um tempo maravilhoso, no qual vi Deus fazer tantas coisas por mim; conheci pessoas que mudaram e marcaram a minha vida. Rodei o país, conheci lugares incríveis (obs: até aquele momento eu NUNCA tinha andado de avião – pois é boldenough).

milena2

 

 

milena3

 

Ainda assim, com as novas experiências não conseguia ver ninguém para mim e,  acredite, assim como você, eu procurei muitooooooooooooo, afinal, quando os anos passam é quase irreal não olhar para as possibilidades que antes descartaríamos num piscar de olhos e pensar se talvez em algum plano remoto de Deus não poderia haver um alinhamento para nos aproximarmos de tal pessoa.

Lembro-me de um dia estar dirigindo lá nos EUA, parar o carro no meio da chuva em um acostamento e chorar copiosamente por me sentir esquecida por Deus, negligenciada em não ter alguém para compartilhar o resto da minha vida. O senso de humor de Deus nos deixa pasmos kkkk.Naquela hora tenho certeza de que ele deveria estar olhando para mim e rindo do meu drama. No fundo, bem lá no profundo, quanto mais você tenta convencer a você mesmo – e aos demais – que está em paz, esperando pelo melhor de Deus, você não está!

A paz que excede todo o entendimento te coloca num estado de autoconfiança e certeza em Deus. Essa paz faz você “sossegar o facho”, não tentar viajar e ir para congressos a fim de conhecer pessoas novas, afinal, seu ‘varão’(kkkk) pode estar ali. A paz de Cristo cria uma convicção sobrenatural de que Ele está no controle e, pasmem, quando o que há de vir vier, você não notará, ele te avistará primeiro.

Estava no meu último ano do seminário, estagiando na secretaria da igreja e fiquei encarregada de coordenar o processo seletivo para os novos alunos que viriam de outras nacionalidades. Entre eles havia uma indicação do pastor presidente para um jovem de Portugal, com 28 anos. Peguei a ficha desse rapaz e, para mim, ele era mais um entre os mais de 200 candidatos. Lembro-me de conversar com ele pela primeira vez no Skype para fazer a entrevista comum a todos os candidatos. Sua voz era firme e tinha um sotaque lusitano carregado. Lembro-me de algumas das minhas amigas seminaristas falarem o quanto a voz dele era linda e que ele poderia ser um bom partido. Não vi nada disso.Acho que estava começando a experimentar a tal paz!

Ele me adicionou no Facebook e, se trocamos 4 mensagens, nos 6 meses que se seguiram até ele colocar os pés na terra do Tio Sam foi muito.Finalmente os documentos dele foram liberados e, em 15 dias, depois de meses de espera, ele comprou os tickets para os EUA. Um fato curioso é que a foto do perfil do irmão era um avatar, então, todos esses meses NUNCA tinha visto uma foto dele (acho que nesse ponto a paz tinha dominado minha corrente sanguínea).

Como uma boa cristã me prontifiquei a buscá-lo no aeroporto e fui com um amigo. Mas… espera um pouquinho. Como ia achar alguém no aeroporto de Miami só pelo nome, sem ter, sequer, visto a foto da pessoa? Nesse ponto pedi uma foto e assim que ela chegou minha primeira reação foi torcer o nariz, de verdade – olhei e pensei: “no waydude!” (sem chance, cara). Chegando lá, ele foi super simpático e tentei ajudá-lo ao máximo.

milena_

 

Conforme os dias no seminário foram passando, vi que ele era o oposto de mim, enturmado, muito divertido; fez amizade com todos – literalmente TODOS. Posso afirmar que o povo passou a amá-lo em dois meses no mesmo nível de amor que me custara 1 ano. Ele era bem posicionado, orava com tanta intensidade e sabia quem era, era claro nas suas opiniões e logo ficou evidente o quanto era inteligente.

Surgiu uma oportunidade de trabalharmos juntos por mais de 6 horas por dia e, o que mais me deixou impressionada é que tínhamos assunto para as 6 horas e as demais que se seguiam. Até hoje somos assim; se perdemos o sono, não ligamos TV (Obs:Não temos TV em casa. Acreditamos que isso pode roubar nosso tempo de qualidade, visto que já compartilhamos bem nosso tempo com as pessoas – por estarmos em tempo integral no ministério) ou nos distraímos com outras coisas, conversamos, amamos estar na companhia um do outro, até hoje!

Ele sempre estava a me perguntar alguma coisa. Hoje sei que as intenções dele não eram meramente especulativas (kkkkk), mas deu muito certo. Ele parecia se preocupar comigo em cada detalhe; se eu bebia água, como estava a minha família e, uma vez em particular, minha mãe estava passando por uma situação bem delicada e ele orou com um encargo maior que o meu. Sem brincadeira!Na época lembro de ter pensado algo do tipo: “Você nem conhece minha mãe, como pode se compadecer tanto assim dela?!”

Ah! Me esqueci de algo muito importante: enquanto estava no seminário minhas amigas e eu criamos o Grupo da Mudança, era uma reunião que tínhamos das moças solteiras da casa, na qual orávamos umas pelas outras e compartilhávamos alegrias e tristezas. Foi uma época muito boa. Lembro que num desses encontros escrevemos uma lista que intitulamos: Homem dos Nossos Sonhos, listamos áreas bem específicas (e.g. aparência, finanças, vida com Deus, perspectivas para o futuro e etc.). Acredite!Como toda boa escritora minha lista era quase um memorando (kkkkk). Acho que ela assustaria muitos homens, mas não intimidou a Deus. O mais incrível é que realmente fizemos essa lista em espírito de oração e havia algumas coisas que sempre quis que meu esposo tivesse, mas que na hora de escrever ouvia o Espírito Santo falando comigo que não seria assim (e.g. ser tatuado e loiro).

Como cresci na igreja, algo sempre ficou muito forte em meu coração: a igreja é um termômetro para os relacionamentos. Vi diversos casais se relacionando; uns não despertavam nenhum tipo de reação por parte da igreja, outros traziam tanta tristeza ao coração das pessoas. Agora havia alguns poucos casais que antes mesmo de se unirem, a igreja já os havia unido. É como se todos já soubessem que eles haviam sido feitos um para o outro. Assim aconteceu conosco, antes mesmo de meus olhos serem abertos para o Thiago, todo mundo da igreja via nele o homem ideal que Deus havia preparado para mim;e o mais engraçado é que as pessoas começaram a chegar e falar bem dele.

Outro fator decisivo seria a aprovação das nossas famílias. Já vi centenas de pessoas passarem como um trator pela vontade dos pais e depois se darem muito mal pela desonra. Então, escolhi seguir por outro caminho e a desaprovação no caso da minha mãe, que foi quem me criou, decidiria tudo, pois tinha convicção de que se Deus queria me unir a alguém no propósito profético Dele, então, Ele falaria com a minha mãe. Dito e feito. Quando todo mundo começou a falar muito sobre o Thiago e de como ele era incrível e combinava comigo, é obvio que comecei a ponderar, mas a primeira coisa que fiz foi entrar em contato com minha mãe por email, mandando fotos dele e fazendo uma lista do que considerava como positivo ou negativo e, de verdade, estava preparada para minha mãe dizer um enorme NÃO! Mas para minha surpresa e espanto, ao invés de ir contra ou ver defeito, a mãe de uma filha única, que estava em outro país disse: “Olha minha filha não há nada de errado com esse rapaz e sinceramente acho que você deveria abrir seu coração para o que Deus está para fazer. Deus vai te surpreender!“.

Quando estávamos no fim do nosso trabalho, depois de mais de 3 semanas trabalhando horas a fio, nosso pastor naquela altura me chamou e perguntou: “o que está acontecendo entre você e o Thiago?” categoricamente respondi: NADA. Como sempre fui bem dramática, lembro-me de ter dito que era muito difícil abrir meu coração apesar de todos estarem a favor e incentivando, até mesmo da suposta abertura da minha mãe para ele. O pastor muito sábio saiu do escritório e disse que mandaria um voxer para escutarmos, no voxer ele nos agradecia por ter trabalhado com tanta excelência e que ele gostaria de nos presentear com um jantar, então, ele pedira ao Thiago para escolher um restaurante e me levar àquela noite, sozinho, por conta dele.

Você consegue imaginar meu desespero?!?! Se houvesse um buraco na terra pode ter certeza que já teria entrado nele. Meu marido é brasileiro, mas foi criado e viveumais fora do Brasil do que dentro; e ele havia acabado de chegar nos EUA e não conhecia muita coisa, então me perguntou aonde gostaria de ir. A primeira coisa que falei foi: “Podemos ir ao cinema assistirThe Great Gatsby“. Ele me olhou e disse: “Não Mila. Não vou investir mais de 3 horas do meu tempo mudo ao seu lado, quero te ouvir, passar tempo de qualidade” (acredite homens assim ainda existem!).

Nesse momento, o que nos restava era irmos. Foi uma noite tão agradável, foi o primeiro encontro da minha vida e eu tinha 28 anos. Ele me levou a um restaurante lindo, saindo de lá conversamos por mais 3 horas na soleira da porta de casa. Não queria deixá-lo ir e ele não queria partir. Ele se despediu de mim com um beijo no rosto e foi-se, entrei em casa com os joelhos tremendo, fui para o meu quarto e chorei e orei pedindo ao Espírito Santo que falasse comigo definitivamente e me desse uma convicção. Porque não queria ter meu coração defraudado e nem muito menos magoar alguém ou pior criar expectativas irreais. Foi quando Ele falou comigo, me levou a pegar aquela lista enorme e ler item por item, e pasmem, o Thiago preenche 100% de tudo o que está ali… ao terminar de ler o Espírito Santo falou comigo audivelmente: “O Thiago é o seu esposo”. Eu ria sozinha dentro do quarto.

No dia seguinte, fomos para a aula e saímos novamente, mas dessa vez ao me deixar em casa, depois de horas de conversa, ele segurou minha mão e disse: “tenho algo a dizer a você”… segue abaixo o diálogo como me lembro:

 

Ty:Olha Mila, sou homem, não sou menino e tenho algumas convicções dentro do meu coração e uma delas é que você é a mulher que Deus escolheu para ser minha esposa, sei que parece tudo uma loucura… tudo muito recente, mas você é a pessoa certa e tenho convicção disso na mesma intensidade que sou convicto da minha salvação.

Mila:Mas como você pode me dizer isso? Você mal me conhece… Nos conhecemos há menos de 1 mês. Quem você acha que é para vir e falar em casamento… (obs: não sou bipolar, mas queria checar a motivação do coração dele – porque havia me guardado há muito tempo para pertencer a um homem e não a um menino).

Ty:Sei que isso pode parecer estranho, mas não desenvolvi esse sentimento quando vi você aqui ou quando comecei a trabalhar com você, pelo contrário, na primeira vez que ouvi sua voz pelo skype o Espírito Santo falou comigo que você seria minha esposa e, por sete meses tenho orado e jejuado por você, pedindo a Deus que me desse confirmações, sinais e me colocasse perto de você para que não fosse algo platônico e sim algo que viesse de uma convicção em Deus. E quero afirmar que pagarei o preço que for preciso e esperarei o tempo necessário para estar com você.

 

(Irmãos, se isso viesse de algum Don Juan gospel não daria muito crédito, mas a história do meu esposo com os caminhos do coração é um pouco diferente. Meu esposo esteve em um relacionamento anterior por 7 anos, no qual noivou com uma moça brasileira, mas por ter desenvolvido o relacionamento a distância, não tinha o contato necessário para conhecê-la de fato, portanto, ele enrolou, enrolou e enrolou a moça por 7 anos – por não ter a mínima convicção dela ser a mulher da vida dele, mas devido a pressão eles decidiram casar – esse relacionamento não tinha benção dos pais dele e gerava muitas discórdias na família. Na época de imprimir os convites para o casamento, a moça ligou e disse que não poderia se casar porque ela já se relacionava com um amigo em comum deles por mais de 2 anos, mantendo inclusive, relações sexuais com esse rapaz. O Ty desmarcou tudo e se isolou do mundo, e decidiu voltar finalmente o coração 100% para o Senhor, portanto, por mais de dois anos e meio ele não se relacionou e tinha pavor de ouvir a palavra ‘casamento’ – então, acredite para ele chegar a fazer essa declaração, ele tinha muita convicção)

 

Ao chegar em casa queria contar para o mundo, mas tive de me conter, pois essa não era minha função. Orei e o Espírito Santo falou comigo que o Ty para mim seria como Boaz foi para Rute, um go’el, um resgatador e que não me preocupasse que não passaria o dia até que ele resolvesse tudo. Dito e feito, no dia seguinte quando o vi, ele disse: “Princesa, já falei com os meus pais, avós, liguei para os pastores marcando um horário, qual seria o melhor horário para ligar para a sua mãe e para o seu pai?” Naquela mesma semana o Ty conversou com todo mundo e assumimos um relacionamento na corte (sim, nosso primeiro beijo foi quando o pastor disse: “Eu vos declaro marido e mulher, pode beijar a noiva”).

milena5

milena4

 

 

 

Depois de 1 mês que estávamos na corte, o Ty teve de embarcar para Portugal – e três meses depois estávamos juntos, mas dessa vez ele voltou com um anel lindo e dois dias depois (16 de Setembro, 2013), sem eu esperar, em um pier em Fort Lauderdale – Florida, ele fez a pergunta que mudaria tudo: “Will youmarry me?” (Você quer se casar comigo?)

 

milena6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos casamos no dia 01.01.2014, em menos de três meses. TUDO, literalmente, tudo o que vivemos foi um milagre e recebemos tantas palavras de confirmação sobre o propósito de Deus para nós como casal, porque cremos que Deus não une pessoas, Ele une propósitos.            Quando decidimos casar tínhamos na carteira $1 (kkkk) mas em 3 meses vimos Deus nos dar tudo o que precisávamos. Poderia, seguramente, escrever um livro com os milagres financeiros e providenciais que experimentamos naquele tempo.

 

 

MI E TY 3

 

 

 

milena10

 

 

 

Foi tudo muito fácil e sem nenhum contratempo? Claro que não… 10 dias depois de casarmos meu marido teve de sair dos EUA por conta do visto e ao retornar foi deportado por “abusar” das entradas permitidas pelo ESTA (programa para cidadão europeu, na qual eles podem ficar até 3 meses num país de acordo bilateral), ou seja com 26 dias de casada, estava em casa sozinha, quando soube que meu marido fora deportado e não pisaria tão cedo os pés na terra do Tio Sam – nosso tempo ali acabara. Chorei, e muito, mas permaneci de pé e juntos, após milagres providenciais de Deus e muito trabalho nos reencontramos no Brasil no mês seguinte. Moramos 7 meses no Brasil e viemos servir a Deus no Zâmbia, África.

 

milena11

 

Nossa vida é uma loucura, e temos visto que cada escolha nossa tem implicado em algum tipo de perda ou morte para nosso EU, mas cremos que algo bom sairá disso tudo e desfrutaremos daquilo que o Senhor tem para nós! Afinal, o melhor de Deus ainda está por vir e como essas canções sempre falaram comigo, creio que se compusesse uma trilha sonora para esse tempo seria um mashup mais ou menos assim:

 

♪ Não compreendo os Teus caminhos

Mas te darei a minha canção, doces palavras te darei

Me sustentas em minha dor,

E isso me leva mais perto de Ti

Mas perto dos Teus caminhos

 

Irei contigo onde quer que fores meu Senhor,

O Teu chamado cumprirei na alegria ou na dor

E toda vez que eu chorar ou quiser desanimar

O Teu Espírito me consolará

Se é na fraqueza do meu ser

Que manifestas Teu poder,

Eis-me aqui dependo de Ti, preciso de Ti

 

Pois Tu és minha força

E a minha escolha pra sempre

 

Eu vou prosseguir, cheguei até aqui e não vou desistir

Eu viverei e cumprirei, os propósitos de Deus pra mim

 

Pra que o Cordeiro receba a recompensa pelo Seu sofrimento

Pra que o Cordeiro receba a recompensa através de mim

 

Tudo vem de Ti Senhor

Tudo vem de Ti Senhor Jesus

E das Tuas próprias mãos te damos

Quem há semelhante a Ti

E a quem pode ser comparado

Deus que tudo fez, tudo é Teu ♪

 

Se deixassem, eu cantaria mais zilhões de músicas que marcaram a minha vida (obs: sim, eu amoooooo as músicas do Diante do Trono.kkkk), mas creio que nossa vida é uma canção ainda inacabada, que dia após dia é escrita pelo Autor da Vida.

Hoje moramos no Zâmbia, estamos grávidos do nosso primeiro baby – se você me perguntar… vale a pena? A resposta será SIM, valeu, tem valido e sempre valerá, pois TUDO está no controle Dele.

Deus me deu um homem incrível, que vai muito além de tudo aquilo que um dia pensei ou pedi, Ele me deu uma família linda e um marido que é a maior expressão da graça e amor de Deus na minha vida… e a aventura da nossas vidas está, apenas, no começo, afinal,  começamos como duas pessoas totalmente distintas, nos tornamos um, agora somos três e em breve seremos milhares.

MI E TY 1

Da mesma forma como Ele me surpreendeu e mudou minha vida, Ele também tem um plano incrível para a sua. Muitas vezes o que nos falta é confiar e soltar o controle de TUDO por termos medo de que Ele nos levará a um lugar que não desejamos ou nos dará quem não queremos, um tio muito querido meu sempre me dizia: “Milena, Deus não tem fim de feira para ninguém!” – Ele te ama e conhece exatamente o que você precisa. Se você ao menos ousar crer o suficiente para deixar Ele controlar sua vida e tomar o rumo da sua história, você vai ficar impressionado!

Ah… queria encerrar com um pensamento que tive enquanto fazia a janta (sim sou dona de casa, do lar com muitoooooooooo orgulho (kkkk), amo cozinhar, limpar a casa e servir meu esposo). Muitas vezes você pode pensar: “Milena, sua história é linda, parece até filme, mas eu não sou como você, não cresci na igreja, tive uma vida promíscua, estou longe de ter esse chamado para Madre Teresa de Calcutá e viver entre os pobres… eu não mereço, quebrei corações demais, fiz coisas que me envergonham… o que vier para mim é lucro!”

Deixa eu te falar, você pode realmente não merecer, como eu também não merecia, mas isso se chama GRAÇA! Deus ama você e Ele realmente quer presentear você com alguém que será a expressão viva do AMOR Dele. Não pense… “Ah, Deus o que vier a mim de maneira nenhuma lançarei fora”, você tem direito, sim, de esperar pelo melhor de Deus. Conheço um homem, ministro do Senhor, usado tremendamente por Deus, pastor, que cresceu na igreja, casou virgem e a esposa que Deus separou para ele era uma moça linda, consagrada a Deus, que no passado fora prostituta. Se essa moça olhasse, ela se enxergaria um nada perto dele,  mas Deus tirou essa moça dos monturos e a fez sentar no meio de príncipes. Há um futuro e uma esperança para você SIM!
Ty, Mi + Baby – Sendo e Fazendo Discípulos nas Nações da Terra.

 

Testemunho: Thiago e Milena Gonçalves
Igreja: Videira Lusaka – Zâmbia (África)

Faça parte dessa obra, investindo nessas vidas! Você pode abençoa-los através de depósito em conta, seguem os dados:

Banco Itaú
Ag 6640
Cc 06144-3
Milena de Almeida Oliveira

Se você também tem um testemunho, envie por e-mail para: contato@odiariodazoe.com.br.

Lembre-se que o testemunho edifica a igreja, não deixe de compartilhar.

O Diário da Zoe.

2 de junho de 2015 Testemunho
2 comments

2 Responses to “#Testemunho | Ty& Mi – Sendo e Fazendo Discípulos nas Nações da Terra.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top