Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Testemunho | O sonho acabou?

1454605_461283390656080_1416115325_n

O sonho acabou? Confira esse testemunho e seja edificado!

Os nomes no testemunho são fictícios.

 

Tudo começou aos 16 anos quando me converti no encontro da Videira. Tive um encontro poderoso e transformador com Deus. Neste encontro fomos eu, minha prima, meu irmão e dois jovens que eu não conhecia.

Um deles era o irmão João e desde esse dia o irmão João disse que sentiu algo por mim, porém eu não correspondia a esse sentimento.
Continuei crescendo dentro da igreja e ele também. Na época éramos uma igreja pequena de 60 membros mais ou menos, então os membros tinham muito contato uns com os outros. Como eu e o João éramos envolvidos na obra nos aproximamos através da amizade, e com o passar do tempo vi que ele me tratava diferente das outras irmãs. Para encurtar a historia (rs)  passaram 2 anos, eu já tinha 18 anos e o irmão 19 e o sentimento dele por mim ainda continuava, e isso ficou notório para os irmãos da igreja. Devido a isso ouvi muitas palavras como:” Vocês ainda vão casar!”,”vocês formam um casal bonito”,” vocês dois não sei não….” e etc.

Porém meu coração não tinha gerado nenhum sentimento, nada mesmo. Eu não pensava em casar e construir família porque ainda precisva ser curada e receber transformação na mente. Eu vim de uma família onde os casamentos não davam certo, e cresci em um lar onde meus pais brigavam muito, ao ponto de algumas vezes ter que chamar polícia para separar. Cresci vendo tudo isso e gerou um sentimento ruim no meu coração referente ao casamento e pensava: “casar para que? Se for para ser assim prefiro ficar solteira”.

Alimentei esse sentimento durante um bom tempo, mesmo depois de convertida. Eu precisava ter a mente renovada referente ao casamento.Em resumo eu dizia que meu coração era do Senhor para a obra dEle, que não pensava em casar, que queria fazer celibato (e eu falava isso não era de brincadeira, mas era na verdade uma fortaleza havia em minha mente, que para destruí-la precisou de oração e revelação da vontade de Deus).

Minha discipuladora começou a orar por mim e ter conversas falando de casamento e que Deus era Deus de família e casamento era de Deus. Depois de tanto ela orar e conversar comigo sobre casamento, um dia Deus mudou VERDADEIRAMENTE meu coração, através de uma revelação de um versículo em Genesis ” Não é bom que o homem esteja só, farei uma auxiliadora que seja idônea.” Ali eu tive revelação do casamento.

Após essa mudança de mente eu comecei a orar por casamento e pedi que o Senhor enviasse a pessoa correta. Foi neste tempo, aos 19 anos que decidi então dar oportunidade para o irmão João, visto que ele ainda gostava de mim e eu apesar de não gostar muito dele ficava na duvida se ele era a pessoa correta para mim. Eu ficava me apoiando no sentimento dele por mim, e o que me gerava dúvida era porque ele dizia com muita convicção que gostava de mim e queria casar comigo. 

Um dia após uma conferencia de jovens, o Espírito Santo me deu uma palavra em meu coração, que dizia que era para eu conhecer o João e só assim eu iria saber se daria certo ou não. Então uma vez em uma conversa com ele, decidi ceder para começarmos orar juntos para saber qual era a vontade de Deus. Nesta época eu já era líder e ele discipulador de jovens. Então conversamos com os pastores e os discipuladores e começamos a orar, oramos 1 mês depois decidimos entrar na corte.

Neste tempo de corte, percebi que gostava dele como amigo e não como um homem para a minha vida, não conseguia me ver casada com ele para toda a vida, eu tinha muitas duvidas, não achava ele bonito, o nosso chamado era comum, ser pastores, porém tinha algumas coisas que não concordávamos. Minha família não gostou desse relacionamento, e alguns irmãos na igreja também não gostavam da ideia. Enfim, sei que ficava com muitas duvidas e sentimentos confusos, porém o João as vezes me pressionava para casar e dizia que Deus iria alinhar as coisas e mudar o coração das pessoas, mas na verdade ele queria antecipar as coisas com medo de me perder. Uma vez falei para uma pastora muita preciosa, que acompanhou minha conversão, que estava na corte, ela com muita autoridade e sabedoria e me disse: “Eu não sei se você vai casar com o irmão, mas não é tempo na sua vida para pensar em relacionamento”.
Através desta palavra comecei a refletir, ouvir ministrações sobre corte e relacionamento, e comecei a pensar será que aproveitei meu tempo de ser solteira? Ouvi uma ministração que falava da benção de estar solteiro, então comecei a perceber que realmente não era tempo.

tumblr_m3s8uw8UsD1qjtdvno1_500_large

Ficamos na corte 5 meses, tempo suficiente para nos conhecermos e decidirmos que não era isso que o Senhor tinha para nós. Graças a Deus neste tempo, vivemos em santidade, não nos beijamos e nem tivemos momentos de abraços e carícias, algo que tanto eu como ele tínhamos era o temor de Deus e zelo pelo chamado, então sempre que saíamos era com velas (pessoas que nos guardavam).

Amo a visão da corte, me ajudou amadurecer e discernir os tempos de Deus para minha vida. Hoje oro e desejo muito casar, vejo que estou “preparada” emocionalmente e financeiramente também. Hoje sou discipuladora de jovens na igreja, tenho chamado pastoral e sei o que quero para a minha vida que é servir ao Senhor, fazer a sua obra e casar debaixo de um casamento com propósito.

imagem_dz

Hoje as pessoas me perguntam por que seu relacionamento da corte não deu certo?

Porque não era tempo de Deus para minha vida. Entrei no relacionamento baseada apenas nos sentimentos, era muito nova e não tinha a aprovação dos meus pais e admirava ele como amigo e não como a pessoa que iria viver para o resto da minha vida.

O que eu aprendi com tudo isso?

Aprendi e tive mais certeza que a visão da corte é maravilhosa, e que realmente ela nos guarda para evitamos decepções. Apesar de hoje não conversamos, fico pensando como seria se tivéssemos namorado, iríamos sofrer muito.

Aprendi a ouvir a Deus e confiar nEle. Vi que Deus é Deus de propósitos e de tempos e quando O amamos Ele faz com que todas coisas cooperem para o nosso bem, então amadureci, cresci e essa experiência me ajudou a aconselhar melhor as irmãs e entender mais os sentimentos delas. Em tudo vejo que o Senhor permitiu para o meu crescimento.

Testemunho: Anônimo
Igreja: Videira – SP

Se você também tem um testemunho, envie um e-mail para: contato@odiariodazoe.com.br.

Lembre-se que o testemunho edifica a igreja, não deixe de compartilhar!

 

O Diário da Zoe.

11 de maio de 2015 CorteTestemunho
1 comment

One Response to “#Testemunho | O sonho acabou?”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top