Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

santidade

#Relacionamentos | Eu – Sai da minha aba, sai pra lá!

sai da minha aba

 

Com toda certeza do mundo o título deste post te lembrou uma música antiga do grupo Só Pra Contrariar chamada “Sai da minha aba (Bicão)”.

 

 

Calma! Não caia da fé… kkkk quero falar de uma situação na qual essa música é literalmente a trilha sonora.

Quem não gosta de ser querido e amado por alguém? Quem não se sente bem em saber que tem alguém que o admira ou até mesmo “paga um pau”? Você pode, talvez, responder: “Eu não!” hahaahhaha… quero te provar o contrário!

 

hum

Como vimos em alguns pots da série EU, nosso EGO a-do-ra ser massageado e em uma dessas situações é que somos provados e, quase sempre, somos reprovados. :/

Com esse tipo de situação, nosso EGO infla (tipo o baiacu mesmo) e a nossa atitude muda ao saber que alguém nos admira ou está interessado em nós. Passamos até a ter mais motivação para nos arrumar e ir para o lugar de convívio com essa pessoa; seja na escola, no trabalho, na igreja… enfim, nos produzimos (isso se aplica para as meninas e para os meninos também, ok?!) para encontrar essa pessoa, mesmo que seja um nerd todo desajeitado.

 

nerd

Às vezes até olhamos para a pessoa e pensamos: “NããããããoooOOOO! Eu jamais me relacionaria com essa pessoa, veja esses 344 mil defeitos que ela tem! E ainda por cima é feia!” … kkkkk essas jogadinhas do nosso ego são demais, pois, por mais que a pessoa seja feia, que realmente não queiramos nada com ela e o fato de já saber que não há propósito nesse relacionamento, mesmo assim não largamos o osso. Sabe porque?!?! Porque você e eu gostamos de ter alguém na nossa aba! #prontofalei!

Isso mesmo! Seja a pessoa mais feia, mais chata, mais bafuda (com muito bafo), mais tudo de ruim que exista nesse mundo, nós curtimos alguém no nosso pé, só pra massagear o nosso ego e por isso não cortamos de vez o mal pela raiz.

Quando esse tipo de situação acontece com um ‘EX-alguma coisa’, é pior ainda. Infelizmente, não se quer largar o osso e sempre ter alguém na manga para aqueles momentos de solidão. O que é mais triste é que você sabe que nada vai acontecer, que agora sua vida foi transformada, que você conheceu Jesus… mas sempre que bater a solidão, você vai querer ligar pra pessoa que está na manga, pra matar aquela saudade. Alguns ainda têm a cara de pau de falar pra pessoa: “Só você me entende!”, “Só você me acolhe em momentos como esse!”, “Eu sei que posso contar com você!”… isso tudo não passa de um jogo sentimental para que a pessoa que sempre volta e te acolhe não se sinta usada apenas naquele momento e sempre te acolha quando necessário.

Na música que é o tema do post, o Alexandre Pires canta que a pessoa não sai da aba dele, mas no nosso caso, cantamos para que fiquem na nossa aba. Gostamos disso! 🙁

Não vou entrar nos méritos da psicologia que explica o porquê de tal comportamento, mas quero te mostrar que esse tipo de comportamento pode ser transformado pelo ES e tenha muita certeza, Ele quer transformar isso logo.

 

– Ok Carol, agora que sei que sou um monstro, o que eu faço?!?

 

Decida dar um basta na situação

ursinhupanda

Decida dar um basta nisso tudo! Decida, realmente, romper com esse tipo de prática, uma vez que é feia e tem cara de novela mexicana. Sei que não será fácil se desvencilhar desse admirador/amigo/ex-alguma-coisa, pois existem laços de alma e sobre isso já falamos aqui no blog.

 

Entenda que vocês não poderão mais ser amigos

hug

A palavra de Deus nos orienta a fugir de toda aparência do mal (I Tes. 5:22) e fala para nós, também, que o nosso coração é enganoso (Jer. 17:9), então, se essa amizade tem cara de outra coisa, fuja disso! Se os outros acham que tem algo entre vocês… fuja, também! Não insista em uma amizade que todos já estão vendo o fim, menos você. Seja honesto com você mesmo, não confie no seu coração, pois quando você menos esperar, estará refém dos sentimentos envolvidos de novo e a história nunca vai acabar.

 

Aceite o tratamento de Deus e avance!

vSCPEN

 

Às vezes o tratamento de Deus parece ser muito doloroso, mas na verdade só é doloroso porque esperneamos e queremos que a nossa vontade seja feita. Se você crê que Deus é bom, que Ele quer só o melhor para os seus filhos, que a vontade d’Ele é boa, agradável e perfeita e que o que Ele te direciona a fazer é sempre o melhor, já se renda e obedeça aos direcionamentos que Ele tem te dado. Seja usando a sua liderança para falar, seja a palavra ou outra forma… simplesmente obedeça e desfrute da provisão que Ele dará, trazendo novos amigos (como a Dani já testemunhou aqui) e alargando a sua visão, para que enxergue de fato o que Ele quer fazer em você e através de você.

 

Declaro que nesses dias muitos “mortos” ressuscitaram na sua vida, mas serão, não para matar saudades e, sim, para que você se posicione e corte todo mal pela raiz.

 

Ficou com dúvida sobre o assunto? Pode me mandar um e-mail. Responderei com todo o prazer.

 

Beijos,

 

 

pickerimage

 

 

 

 

 

 

 

 

@anacarolina.dz

anacarolina@odiariodazoe.com.br

www.facebook.com.br/annacarolinafer


#Testemunho | Das missões para o casamento – Ruth e Matheus Blazejuk.

11245339_10153830247645410_1683307989_n

 

 

Oi gente,

Esse testemunho é incrível! Uma mistura de missões (tema que começamos a abordar aqui no blog) e casamento (nosso tema central)… hehehehe 🙂

 

Nosso testemunho começa na infância. Nós dois crescemos em lares cristãos e desde cedo fomos ensinados a caminhar nos caminhos de Jesus. Nossas mães sempre nos ensinaram a orar a respeito do nosso cônjuge e a guardar os nossos corações. Chegamos aos 22 e 27 anos, sem nos relacionar com ninguém, para honra e glória de Jesus! (Sim. Isso é possível!)

Desde pequenos experimentamos o Espírito Santo, aos 11 anos (tanto meu, quanto dele) recebemos nosso chamado missionário e a medida que o tempo foi passando, sonhos maiores,  mais de Deus e um desejo profundo por ver seu Reino estabelecido na terra foram gerados dentro do nosso interior que nos levavam a queimar!

O Senhor usou muitas pessoas para falar conosco a cerca do nosso destino profético. Ainda sim caímos naquela crise dos 20 e poucos anos, sabe? O que farei depois que terminar a faculdade? Onde está a tampa da minha panela? Rs Será que ela existe? Onde o Senhor me quer? O que eu devo fazer pra chegar lá?

Em 2012, nos sentíamos assim (os dois rs). O Matheus morava em Curitiba, tinha um trabalho estável e muito bom, já pensava em se estabilizar, comprar um apartamento, procurar uma moça na igreja com quem pudesse constituir família e fazia planos que envolviam anos de sua vida até que, em um culto muito especial o Senhor o lembrou do chamado missionário que havia recebido na infância e falou com ele: Se você não for agora, você não irá mais.

Ele passou cerca de um mês orando com o seu pastor para que o Senhor revelasse aonde ir. Então, ele saiu do trabalho, deixou tudo o que tinha para trás, se despediu dos pais como se nunca mais fosse voltar e partiu rumo a Moçambique, na África, para uma escola de missões que o Senhor havia falado ao coração dele.

 

11287082_10153830249415410_40271278_n

Enquanto isso, eu estava em São Paulo, já fazia um ano que tinha terminado a minha faculdade e deixado o trabalho secular para viver integralmente no ministério. Mesmo assim, havia algo dentro de mim, que me deixava inquieta também. Parecia que não era só aquilo, tinha que haver mais… E eu sempre perguntava ao Senhor qual era o próximo passo. Um dia em uma conferência recebi uma palavra que nunca tinha imaginado: um pastor usado pelo Senhor me disse que eu iria para a África. Mais tarde, um outro irmão da igreja me deu a mesma palavra e pela terceira vez eu ouvi a mesma coisa.  Então pensei: ok!3 vezes? Talvez eu realmente devesse me posicionar em direção aquilo que o Senhor está me dizendo hoje – Aprendi que quando Deus nos dá uma palavra, não é pra que fiquemos de braços cruzados esperando que ela caia no nosso colo, mas devemos nos posicionar em direção ao cumprimento dela. Eu comecei a pesquisar alguns ministérios na África que pudessem me receber e entre eles a Harvest School do ministério da Heide Baker se destacou para mim e resolvi aplicar, mas não esperava passar… Era muito caro! E imaginava que havia muitas aplicações… Por fim, fui aceita. Mas ainda assim imaginei: Minha mãe nunca vai deixar eu ir! Imagina? Eu sozinha, solteira, na África? Quando contei pra ela, a resposta dela foi: Vai, filha! Eu te ajudo! 😮 Fiquei chocada! Mas ainda assim era muito caro para mim! Expliquei a situação para o diretor, então ele me fez pela metade do preço e uma série de milagres aconteceram pra que eu pudesse ir! Foram dias muito intensos! Mas em menos de 3 meses eu estava lá! – Outra lição: Quando Ele te chama, Ele provê e nunca te desampara!

 

 

11225894_10153830248605410_966334970_n

 

Como não confiar nesse amor de pai tão profundo? No momento em que nós decidimos submeter todos os nossos desejos e vontades no altar do Senhor, lançando sobre Ele todas as nossas ansiedades, deixando tudo para trás ele fez muito mais do que pensávamos!

 

11289516_10153830263150410_391035278_n

 

A escola tinha um grupo na internet e comecei a conversar com o Matheus pela internet, pouquinho tempo antes da viagem. Conversávamos a cerca de alguns livros e sobre o que levar. Por sermos brasileiros, tudo o que íamos fazer éramos colocados pelos próprios lideres pra fazermos juntos, demos aulas de inglês para pastores moçambicanos, lideramos louvor. Tudo cooperava para que ficássemos muito perto um do outro, Não estávamos focados nisso e fomos bem resistentes… bom… pelo menos eu tentei haha… Mas por mais que nos esforçássemos, não conseguíamos ficar longe um do outro, nem nos afastar do nosso pensamento, e além do mais sempre tinha um fazendo piadinha sobre a gente, dizendo como nós combinávamos… rs <3

 

 

11245225_10153830264590410_1082961226_n

 

 

Um dia, fiquei doente e todas as minhas amigas haviam viajado e ele ficou cuidando de mim enquanto eu tomava soro, fez sopa para mim, mas no dia seguinte, a sopa veio acompanhada de flores haha… Estranho… Será que eu deveria desconfiar de alguma coisa?

11269638_10153830249065410_1795862548_n

 

 

Ele já havia pedido que seus pais e pastores orassem a meu respeito, mas não tinha me dito nada e depois disso, ele se afastou de mim por uma semana (eu quase fiquei doida!), depois me explicou que estava orando, pedindo a confirmação de Deus…
Foi engraçado que naquela semana, tivemos aula da Heide e ela contou testemunhos de casamentos que saíram de lá, e logo após um outro missionário chegou no Matheus e disse: Cara, já encontrou sua esposa aqui? Eu acho que este é o lugar certo para encontrá-la! Se eu fosse você, não deixaria escapar! Rs… Foi o que o impulsionou a falar comigo.

 

11258620_10153830251205410_1060770734_n

 

Quando ele disse que queria falar comigo, eu passei o resto do dia fugindo dele, fiquei tão nervosa! Era óbvio que eu sabia o que ele queria dizer haha… Mas meu estômago doía de pensar, eu nunca havia nem pegado na mão de alguém haha… Que vergonha! Haha… Mas no fim do dia, ele me olhou firme e disse: lembra que eu disse que queria falar com você? aiai…

Resolvi encarar a conversa rs E na hora eu senti tanto a presença de Deus e uma paz incontrolável… Eu percebi que ele estava mais nervoso que eu rs Mas o céu estava presente… Foi lindo… Ele foi bem direto, disse: eu não acredito em namoro e eu quero iniciar um relacionamento pra casar. Rs

11287232_10153830250500410_1326963605_n (1)

 

 

Nos casamos 1 ano depois. Não tínhamos muita ideia do futuro, mas tínhamos uma convicção muito forte: onde Deus nos mandasse ir era para lá que iríamos. Estávamos prontos a obedecer.11267297_10153830251715410_1455695212_n A ideia do Matheus era sair da escola e ir para Tanzânia, no meio do mato, ajudar em uma missão apoiada pela igreja dele. Isto não me preocupava, mas seria muito difícil nosso contato, já que ele estaria incomunicável e eu teria que voltar ao Brasil. Então os planos mudaram novamente, o mesmo missionário norte-americano que disse a ele que ali era o lugar certo para encontrar uma esposa, estava iniciando um projeto de desenvolvimento social na capital de Moçambique, mais ao sul e convidou o Matheus para trabalhar com ele, de forma que ele tivesse uma casa, um carro concedido pela empresa e um salário mensal. A proposta era um contrato de 2 anos na área em que ele atuou durante seu tempo no Brasil. Com muita oração e muitas palavras, entendemos que era plano de Deus e isto nos deu todas as condições necessárias para que nos casássemos e tivéssemos um primeiro ano de casamento mais estável, mesmo em uma nação totalmente diferente da nossa. Tá certo que nosso primeiro ano de casamento foi banhado em poeiras e roupas marrons rs mas não poderia ter sido mais especial em qualquer lugar do mundo!

11124542_10153830250995410_37928092_n (1)

 

 

Pudemos juntos testemunhar de Jesus para as pessoas e assistir novos nascimentos, abraçar o órfão, a viúva e desejar de todo o coração viver pelo Reino não importa o que nos viesse custar, aprendemos a sonhar juntos, este sonho que antes era só individual… E para que não nos sentíssemos sozinhos, ganhamos uma família africana muito especial, que nos amou e cuidou de nós quando mais precisamos! – Mas ainda não terminou aí… Deus ainda quis nos surpreender mais um pouquinho e no dia 01/01/2015, descobrimos mais um presente concebido na África: mais um coração batendo dentro de mim..

11267332_10153830248245410_1130184417_n Ele é SEMPRE fiel! A obediência vale a pena! A espera vale a pena! Seja antes do dilúvio, no meio da sarça ardente ou depois de 3 dias no túmulo… Ele vem! E Ele nunca chega tarde demais, mas no tempo certo!

 

Testemunho: Ruth e Matheus Blazejuk
Igreja: Comunidade Alcance – Londrina

Se você também tem um testemunho, envie um e-mail para: contato@odiariodazoe.com.br.

Lembre-se que o testemunho edifica a igreja, não deixe de compartilhar!

 

O Diário da Zoe.


#Testemunho | O sonho acabou?

1454605_461283390656080_1416115325_n

O sonho acabou? Confira esse testemunho e seja edificado!

Os nomes no testemunho são fictícios.

 

Tudo começou aos 16 anos quando me converti no encontro da Videira. Tive um encontro poderoso e transformador com Deus. Neste encontro fomos eu, minha prima, meu irmão e dois jovens que eu não conhecia.

Um deles era o irmão João e desde esse dia o irmão João disse que sentiu algo por mim, porém eu não correspondia a esse sentimento.
Continuei crescendo dentro da igreja e ele também. Na época éramos uma igreja pequena de 60 membros mais ou menos, então os membros tinham muito contato uns com os outros. Como eu e o João éramos envolvidos na obra nos aproximamos através da amizade, e com o passar do tempo vi que ele me tratava diferente das outras irmãs. Para encurtar a historia (rs)  passaram 2 anos, eu já tinha 18 anos e o irmão 19 e o sentimento dele por mim ainda continuava, e isso ficou notório para os irmãos da igreja. Devido a isso ouvi muitas palavras como:” Vocês ainda vão casar!”,”vocês formam um casal bonito”,” vocês dois não sei não….” e etc.

Porém meu coração não tinha gerado nenhum sentimento, nada mesmo. Eu não pensava em casar e construir família porque ainda precisva ser curada e receber transformação na mente. Eu vim de uma família onde os casamentos não davam certo, e cresci em um lar onde meus pais brigavam muito, ao ponto de algumas vezes ter que chamar polícia para separar. Cresci vendo tudo isso e gerou um sentimento ruim no meu coração referente ao casamento e pensava: “casar para que? Se for para ser assim prefiro ficar solteira”.

Alimentei esse sentimento durante um bom tempo, mesmo depois de convertida. Eu precisava ter a mente renovada referente ao casamento.Em resumo eu dizia que meu coração era do Senhor para a obra dEle, que não pensava em casar, que queria fazer celibato (e eu falava isso não era de brincadeira, mas era na verdade uma fortaleza havia em minha mente, que para destruí-la precisou de oração e revelação da vontade de Deus).

Minha discipuladora começou a orar por mim e ter conversas falando de casamento e que Deus era Deus de família e casamento era de Deus. Depois de tanto ela orar e conversar comigo sobre casamento, um dia Deus mudou VERDADEIRAMENTE meu coração, através de uma revelação de um versículo em Genesis ” Não é bom que o homem esteja só, farei uma auxiliadora que seja idônea.” Ali eu tive revelação do casamento.

Após essa mudança de mente eu comecei a orar por casamento e pedi que o Senhor enviasse a pessoa correta. Foi neste tempo, aos 19 anos que decidi então dar oportunidade para o irmão João, visto que ele ainda gostava de mim e eu apesar de não gostar muito dele ficava na duvida se ele era a pessoa correta para mim. Eu ficava me apoiando no sentimento dele por mim, e o que me gerava dúvida era porque ele dizia com muita convicção que gostava de mim e queria casar comigo. 

Um dia após uma conferencia de jovens, o Espírito Santo me deu uma palavra em meu coração, que dizia que era para eu conhecer o João e só assim eu iria saber se daria certo ou não. Então uma vez em uma conversa com ele, decidi ceder para começarmos orar juntos para saber qual era a vontade de Deus. Nesta época eu já era líder e ele discipulador de jovens. Então conversamos com os pastores e os discipuladores e começamos a orar, oramos 1 mês depois decidimos entrar na corte.

Neste tempo de corte, percebi que gostava dele como amigo e não como um homem para a minha vida, não conseguia me ver casada com ele para toda a vida, eu tinha muitas duvidas, não achava ele bonito, o nosso chamado era comum, ser pastores, porém tinha algumas coisas que não concordávamos. Minha família não gostou desse relacionamento, e alguns irmãos na igreja também não gostavam da ideia. Enfim, sei que ficava com muitas duvidas e sentimentos confusos, porém o João as vezes me pressionava para casar e dizia que Deus iria alinhar as coisas e mudar o coração das pessoas, mas na verdade ele queria antecipar as coisas com medo de me perder. Uma vez falei para uma pastora muita preciosa, que acompanhou minha conversão, que estava na corte, ela com muita autoridade e sabedoria e me disse: “Eu não sei se você vai casar com o irmão, mas não é tempo na sua vida para pensar em relacionamento”.
Através desta palavra comecei a refletir, ouvir ministrações sobre corte e relacionamento, e comecei a pensar será que aproveitei meu tempo de ser solteira? Ouvi uma ministração que falava da benção de estar solteiro, então comecei a perceber que realmente não era tempo.

tumblr_m3s8uw8UsD1qjtdvno1_500_large

Ficamos na corte 5 meses, tempo suficiente para nos conhecermos e decidirmos que não era isso que o Senhor tinha para nós. Graças a Deus neste tempo, vivemos em santidade, não nos beijamos e nem tivemos momentos de abraços e carícias, algo que tanto eu como ele tínhamos era o temor de Deus e zelo pelo chamado, então sempre que saíamos era com velas (pessoas que nos guardavam).

Amo a visão da corte, me ajudou amadurecer e discernir os tempos de Deus para minha vida. Hoje oro e desejo muito casar, vejo que estou “preparada” emocionalmente e financeiramente também. Hoje sou discipuladora de jovens na igreja, tenho chamado pastoral e sei o que quero para a minha vida que é servir ao Senhor, fazer a sua obra e casar debaixo de um casamento com propósito.

imagem_dz

Hoje as pessoas me perguntam por que seu relacionamento da corte não deu certo?

Porque não era tempo de Deus para minha vida. Entrei no relacionamento baseada apenas nos sentimentos, era muito nova e não tinha a aprovação dos meus pais e admirava ele como amigo e não como a pessoa que iria viver para o resto da minha vida.

O que eu aprendi com tudo isso?

Aprendi e tive mais certeza que a visão da corte é maravilhosa, e que realmente ela nos guarda para evitamos decepções. Apesar de hoje não conversamos, fico pensando como seria se tivéssemos namorado, iríamos sofrer muito.

Aprendi a ouvir a Deus e confiar nEle. Vi que Deus é Deus de propósitos e de tempos e quando O amamos Ele faz com que todas coisas cooperem para o nosso bem, então amadureci, cresci e essa experiência me ajudou a aconselhar melhor as irmãs e entender mais os sentimentos delas. Em tudo vejo que o Senhor permitiu para o meu crescimento.

Testemunho: Anônimo
Igreja: Videira – SP

Se você também tem um testemunho, envie um e-mail para: contato@odiariodazoe.com.br.

Lembre-se que o testemunho edifica a igreja, não deixe de compartilhar!

 

O Diário da Zoe.


#Ask | Você Pergunta e o DZ Responde!

fone1

 

Se você tem dúvidas sobre Corte, Hall da Corte, Santidade, Noivado e Casamento. Envie suas perguntas (anônimas ou não) e nós da equipe DZ responderemos pra você. E que o Espírito Santo nos capacite!!! \o/ \o/ \o/

Começaremos nosso canal de videos respondendo as suas perguntas, então não deixe de mandar. Manda, manda, manda! 🙂

Escolha um dos nossos canais de comunicação marcados na imagem acima e envie.

O Diário da Zoe.

 


#Testemunho | Da corte ao casamento – Eliza e Jonas Granero.

casamento2

 

Oiii meu nome é Eliza, tenho 28 anos e sou casada com o Jonas ^^… Espero conseguir resumir um pouco a história, afinal foram 10 anos de espera!

Aos 17 anos decidi que não iria mais me relacionar com qualquer um. Depois de terminar um namoro bem complicado firmei o compromisso com o Senhor de me guardar e pacientemente escolhi esperar!

Como na época tudo em minha vida com Deus explodiu – vivi o que nunca tinha provado em anos “convencida” pelo Evangelho – confesso ter pensado que nessa área também seria assim, explosivo mas, não foi assim. Foram anos de entrega, renúncia e também da “velha mulher” tentando ressuscitar. De tempos em tempos o coração enganoso apertava e a ansiedade tentava me consumir. Foi um período mais uma vez intenso, tempo de alinhar minhas emoções que sempre achei que viviam sob controle.

Depois dos 20 e poucos a coisa apertou, era até brincadeirinha da família! Os primos mais novos casando, tendo filhos e eu (a sleeping beauty) nada!

Em 2010 conheci o Jonas, olhei de longe quando ele chegou à igreja…

-“Bonitinho ele né” – disse pra uma amiga, mas andávamos com gente diferente e não nos aproximamos. O contato mais próximo foi em uma viagem com a rede toda pra Goiânia de ônibus em que eu dei um “super piti” com a “turma do fundão” que não me deixava dormir…quem estava lá com os olhos arregalados assustado comigo? Sim, o Jonas de novo.

O Senhor também tinha um processo pro Jonas, e finalmente ele resolveu entrar nele! Terminou um relacionamento e começou a viver maravilhosas experiências em Deus.

Agora estávamos os dois no plano esperar \o/ (2013) …

O que segue descobrimos depois de entrar na corte e foi parte da confirmação “o é ele! E o é ela!”:

Depois que o Jonas decidiu esperar, o Senhor me colocou no coração dele, mas ele não acreditava e até “amarrou” a ideia algumas vezes.

Eu recebi uma palavra, meu pastor duas vezes me disse que naquele exato momento meu marido estava me olhando cantar… Nessas duas vezes olhei e olhei procurando quem poderia ser o “escolhido”, em uma delas me lembro de ter olhado bem pra ele, mas nem de longe cogitei a idéia.

O Jonas continuava lutando internamente, achando que não tinha nada a ver…

 

 

corte 2

Nessa época caminhávamos com os mesmos discipuladores e tínhamos reuniões e programações juntos. Eu era responsável pelo teatro dos nossos encontros e resolvi chama-lo pra participar. Os ensaios começaram e acabamos por fazer uma pantomima juntos. Ele tremia quando precisou me abraçar…

Acabei decidindo falar com minha discipuladora a respeito dele, não era caso de paixão, mas havia um interesse. Na mesma época ele decidiu falar com o discipulador dele (sim, cada um falou com um “lado” do casal na mesma época, com questão de dias de intervalo sem saber). Nossos discipuladores foram sábios, não nos deixaram empolgar com a ideia assim tão fácil.

O Senhor falou comigo e era hora de caminhar com meus pais, que tinham sido enviados para outra região abrir uma igreja. Bem agora Deus????!! SIIIIIM…

Acabei ficando apreensiva, pois bem quando decidi ir embora me contaram do interesse dele. Fechei-me na concha e disse que se ele quisesse se aproximar ia ter que pagar o preço da distância (e essa era beeem longa, ele morava em Guarulhos e eu na zona leste de São Paulo).

Sem as programações juntos, o processo até a corte foi bem distante, conversávamos por mensagens na maioria das vezes. No começo era difícil porque ele é bem tímido, mas logo nos falávamos como amigos de muitos anos.

Não eram conversar de interesse, ou de tentar conquistar o outro. Essa é uma das coisas que amo a respeito da corte, o alvo é nos tornarmos amigos! Afinal de contas, se vamos viver com alguém pra sempre é extremamente importante que seja alguém em quem confiamos, com quem tenhamos assunto, coisas em comum, e até mesmo diferenças que nos levam a crescer.

 

 

corte 3

Entramos oficialmente em corte em novembro de 2013 e no começo do ano seguinte começamos a planejar o noivado. Em junho de 2014 ficamos noivos com data marcada pro casamento: 15 de novembro de 2014!

noivado

A espera foi longa pra mim e, apesar de rápida bem profunda pra ele. O processo da corte um pouquinho mais distante que o normal porque cada um tinha suas programações, a distância não ajudava e achar uma vela pra sair juntos era coisa rara!

No início da corte colecionávamos semanas sem nos ver, procurávamos uma forma de juntar uma galera pra nos encontrar e aproveitávamos os eventos em comum (casamentos foram nossos preferidos!) pra passar um tempinho juntos.

 

corte 1

Na época do noivado sempre tinha alguma coisa pra definir ou ir atrás juntos e acabou ficando mais fácil. A forma como o Senhor nos abençoou para o casamento é digna de outra página de testemunho. Ganhamos praticamente TUDO! Foi um processo longo até a corte mas até o casamento foi beeeem mais rápido.

 

casamento3

Espero ter enchido os corações das moças “mais velhas” (que de velhas assim como eu não têm nada!), das que “não vêm esperança” na igreja local (sim, pode sair “algo de bom” daí!) e até das que tem dificuldade em crer no Deus que supre.

 

 

Escolhi esperar o melhor e hoje vivo o melhor em tudo!

 

Veja o teaser do casamento aqui!

 

Testemunho: Eliza Sarde Granero e Jonas Granero
Igreja: Videira Sapopemba – SP

Se você também tem um testemunho, envie um e-mail para: contato@odiariodazoe.com.br.

Lembre-se que o testemunho edifica a igreja, não deixe de compartilhar!

 

O Diário da Zoe.

 


#Relacionamentos | Corte – Seguindo a direção certa.

TREM 02

 

Oi gente!

Como já sabem muitas coisas tem acontecido com o DZ e uma delas é que fomos convidadas para ministrar sobre #relacionamentos em um Seminário de Princesas na Igreja Emanação. Estamos muito honradas com o convite e já estamos orando e nos preparando pra sermos canal de Deus naquele lugar. Orem por nós também. J

 

Eu pretendia continuar a série #santidade, já tinha até algumas coisas em mente pra escrever, mas orando e falando com o Senhor ele me direcionou a escrever sobre outro assunto, quero falar sobre o tempo de espera e oração pela corte e as direções da nossa liderança.

Para começar quero compartilhar essa palavra:

 

Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.
Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios,
Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.
Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.
Efésios 5:14-17

 

Vemos aqui que Paulo faz uma citação: “Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá”. E ele continua falando, para estarmos atentos a maneira na qual temos vivido, para não vivermos como tolos e sim como sábios, pois os sábios sabem aproveitar bem o tempo (remir o tempo). Para ficar mais claro ainda, Paulo diz que a melhor forma de aproveitarmos bem o tempo é sabendo qual é a vontade de Deus.  Uau!

 

Meditando nesta palavra, li sobre Jesus, a respeito de seu ministério que foi tão assertivo.  Jesus não começou a investir em um discípulo e depois percebeu que tinha se enganado a respeito dele, mesmo Judas foi escolhido para cumprir as escrituras. Poxa, como Jesus fez isso? Percebemos então que para que Jesus escolhesse seus discípulos ele dedicou tempo com Deus para saber qual era a sua VONTADE, ou seja, Jesus sabendo a vontade de Deus não perdeu tempo.

Analisando tudo isso, vemos que se para escolher discípulos, pessoas as quais Jesus firmaria uma aliança, ele se dedicou em buscar a vontade de Deus, imagine nós para o casamento. Será que não é necessário fazer o mesmo? Afinal é uma aliança entre duas pessoas para toda a vida, será que pode haver erros?

 

Infelizmente, o que mais vemos são pessoas que se casam errado, e por esse motivo acabam perdendo muito tempo de suas vidas tentando consertar algo que nem precisaria estar errado. Dá pra entender? O pior de tudo é que mesmo hoje com a visão da corte, cursos de noivos, discipulado, muitos de nós temos sido enganados e estamos perdendo a benção de Deus, por não seguirmos as direções.

 

Na entrevista que fiz com o Pr. Isaías Sardinha (em breve aqui no blog!) ele falou algo que veio como revelação pra mim. Ele falou: Direções são como peças de um quebra-cabeça, quanto antes as seguirmos, mais rápido teremos esse quebra-cabeça montado. Porém se não seguirmos as direções, poderemos ter problemas lá na frente, talvez seja necessário voltar tudo de novo para encaixar aquela peça que ficou faltando.

 

Eu sempre tive muito medo de parar o propósito de Deus na minha vida por minha própria causa, principalmente com um casamento errado, fora da VONTADE d´Ele. Minhas orações sempre foram pedindo para o Senhor alinhar todas as coisas e testificar no meu coração, no coração da minha liderança e dos meus pais.

 

Não havendo sábios conselhos, o povo cai, mas na multidão de conselhos há segurança.
Provérbios 11:14

 

Eu não podia imaginar perder tudo o que o Senhor sonhou pra mim apenas por uma paixonite.  Não queria de forma alguma trocar Jesus por um homem. Essa era minha crise, mas depois falo da revelação que tive sobre essa questão :D.

Bem, com todo esse receio que tinha, procurei seguir todas as direções durante o tempo que eu orava pelo  meu noivo. Muitas vezes eu achei que minha liderança não queria que eu me relacionasse, porque sempre que eu falava do assunto a resposta era sempre a mesma, continue orando. Affs…!!!  Ai eu chorava ouvindo aquela música do Thalles Roberto – Mesmo sem entender, essa era a minha trilha sonora rsrs, porém, o Senhor sempre falava comigo e eu obedecia.  As vezes a direção era pra me afastar mais dele (do meu noivo), pois como éramos muito amigos acabávamos conversando muito e eu poderia abrir o meu coração antes do tempo. Por temor de fazer caquinha e estragar tudo eu sempre obedeci. Sabia que mesmo não entendo as coisas (by Thalles) era o melhor pra mim.

 

Uma das orações perigosas que fiz antes mesmo de começar a orar por alguém, foi: “Senhor, não me deixa entrar em um relacionamento sem estar pronta para ele”.  Fiz essa oração em um momento de rendição quando eu nem tinha alguém em mente. Eu me conhecia e me lembrava de toda imaturidade que havia no meu relacionamento mundano e de forma alguma queria viver aquilo novamente. Talvez, por esse motivo, demorou tanto pra eu entrar na corte rsrs!!! Falando sério, em muitos momentos de desespero e até incredulidade eu pensava: “Senhor, se o Senhor não permitiu é porque sabe que ainda não é o momento.” E isso me confortava.

 

E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

 

Eu contei tudo isso, para exemplificar que em todo momento, eu entreguei para Deus a direção da minha vida e, mesmo sabendo disso, nos momentos que o Senhor usou minha liderança para me direcionar eu ainda hesitava. Graças a Deus que meu desejo pela vontade de Deus era maior e rapidamente eu me dava conta do que estava fazendo e obedecia.  Quando por fim, meus lideres e meus pais direcionados por Deus entenderam que era tempo e liberaram a corte. Deus me mostrou claramente que se eu tivesse entrado na corte antes talvez o que era sonho teria se tornado um pesadelo.  Nem eu nem ele estávamos prontos para o relacionamento. Graças a Deus pela nossa liderança e por seu ES.

 

O tempo é algo que corre e não há como mudá-lo ou comprar mais dele, no entanto, não se engane achando que pulando etapas você estará “remindo o tempo”, como o Pr. Isaias disse, essa direção pode ser a peça chave da sua vida, ministério e relacionamento. Ainda que contrariado, faça como Jesus, tome tempo com Deus para saber qual a VONTADE d´Ele. Eu estava preocupada com o tempo, afinal 25, 26, 27 anos e nada, mas tinha certeza que se eu tomasse a direção das mãos de Deus para as minhas, a coisa poderia se estender por muito mais anos.

 

Hoje, como noiva já tenho outra experiência sobre essa questão de cuidado e direções no discipulado, mas com certeza isso é tema pra outro post. 😉

 

Que o Senhor traga luz a sua vida e que você possa obedecê-lo e desfrutar do melhor que ele tem para seu relacionamento.

 

Com encargo,

 

20140417-103021.jpg

 

 

 

 

@danielle.dz
danielle@odiariodazoe.com.br


#Santidade |Roupas – Como guardar seu irmão?

#santidade2

Oi gente!

Quem tem nos acompanhado sabe que estivemos no ultimo final de semana na Conferência dos Vencedores 2015 aqui em São Paulo e UAU! Ainda estamos extasiadas com tudo o que aconteceu ali. Pudemos conhecer alguns dos nossos queridos leitores e outras tantas coisas que Deus fez. As portas estão escancaradas pra nós, mas depois contamos mais no post especial sobre a conferência onde você saberá tudo o que rolou por lá. Aguarde!

Hoje quero dar continuidade à série #SANTIDADE e falarei a respeito das roupas, mais especificamente em como guardar nossos irmãos.

O propósito da roupa é nos cobrir. Isso ficou evidenciado após o pecado de Adão e Eva, que sentiram-se nus após caírem no engano da serpente e Deus providenciou peles para cobri-los.  No entanto a questão da roupa gera tanta discussão e exageros que quando não caímos no conservadorismo somos levados ao liberalismo. O que precisa ficar claro é que nossas roupas devem expressar nossa identidade de santos. A bíblia ainda fala a respeito das mulheres e seus modos de vestir, pois o mais importante não são seus adornos exteriores, mas sim seu coração, sua vida com Deus (1 Pedro 3:1-6).

Devemos entender que a bíblia em nenhum instante diz que devemos mudar nosso estilo.  Veja, quando Jesus chamou seus discípulos não os obrigou a mudar de profissão, mas mudou o alvo de sua profissão de “pescadores de peixes, para pescadores de homens”:

E Jesus, andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores;
E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no. Mateus 4:18-20

Assim o Senhor também não nos chama para mudarmos de estilo, mas agora nossas roupas que antes ressaltavam o corpo e os desejos da carne agora devem cobrir o corpo e exaltar a Deus.  Nosso estilo deve expressar nossa nova identidade, de filhos. Isso é inegociável.

Desde que me converti, meu guarda roupa mudou muito, mas isso foi um processo em que eu tive a ajuda do ES. Desfiz-me de muitas roupas, mas entendi algo importantíssimo nesse processo: O que não serve pra mim, não serve pra ninguém! Ou seja, muita coisa virou pano de chão mesmo. Vira e mexe ainda faço uma limpa no guarda roupa e o ES me mostra algo que não está no padrão. Apesar de tudo isso não mudei meu estilo, sempre gostei de vestir jeans, blusinha, vestidos, tudo bem fofinho e continuo usando, mas antes o que era colado, decotado agora é comportado! 😀

Algo que não teve jeito mesmo foram os brincos. Antigamente eu usava muito brinco grande, mas agora se uso um brinco grande me sinto estranha, me remete a velha Dani então, EU, não uso. Ressaltei o “EU”, porque isso não é regra, isso é algo meu. Não me sinto bem. Como você vai se vestir é algo pessoal, você e o ES vão chegar à conclusão de coisas que são boas ou não para usar e principalmente para representar a Cristo. Confira um pouco sobre no post sobre moda.

Bem, você deve estar se perguntando: Mas o que tudo isso tem a ver com guardar o meu irmão?

Agora vamos ao que interessa. Em meu relacionamento com meu corte, atual noivinho lindo S2, eu sempre pergunto o que tem em nosso relacionamento que ele nunca teve em outros relacionamentos e a resposta é que ele é tratado com pureza. Ele diz que nunca ninguém o tratou com tanta pureza como eu, porque normalmente as meninas querem provocar seus parceiros e fazem isso através da roupa na maioria das vezes. No entanto, eu sou super atenta a isso, com a finalidade de guardar meu noivo e os demais irmãos também.  Confesso que fiquei surpresa, mas muito feliz, porque na verdade o que faço para guardá-los é algo natural.

Então você não precisa estar se relacionando para pensar nisso, devemos pensar nisso sempre, afinal temos o dever de guardar nossos irmãos. Por isso quero dar algumas dicas:

  • Sempre consulte o ES quando estiver se arrumando, peça para ele te direcionar no que vestir para que você expresse a sua identidade em Cristo. Acredite, ele vai te ajudar! Prepare-se para se desfazer de algumas roupas que não condizem com sua nova natureza.

foto16

  • Use e abuse de lenços/ echarpes para cobrir o colo. Esse é um bom truque para aquelas blusinhas que você ama e não quer se desfazer, mas são um pouco decotadas. Use um lenço! 😀 O lenço/ echarpe pode ser um truque para aquela saia ou vestido que ao sentar acaba ficando curta, é só você cobrir as pernas com ele (meu noivo diz que sou muito sábia quando faço isso hihi).

Lenços[4]

  • Use sempre uma camisetinha regata por baixo das blusinhas, camisetas, camisas, principalmente se forem de um tecido muito fino ou transparente. Essas regatas também ajudam a esconder o sutiã, tanto as alças como a estampa. Precisamos tomar mais cuidado com isso, muitas acham que não tem nada a ver, mas nossos irmãos sofrem com isso. #ficadica

camisetinha1

  • Use um Haramaki (roupa tipicamente japonesa para aquecer a barriga) ou mais conhecido como tapa cofrinho. Cuidado com o cofrinho, além de ser horrível mostra-lo também é algo que precisamos vigiar, pois mostra parte das costas e as vezes aparece até mesmo nossa roupa íntima.

haramaki11

Achei um link legal que mostra como fazer, é bem simples. Confere aqui.

5098466380_f27f6960aa

  • Cuidado com a legging. A calça legging é extremamente confortável e ótima pra usar com botas, mas precisamos tomar muitíssimo cuidado. Usar esse tipo de calça sem cobrir o bumbum é muito complicado, pois ela ressalta o corpo e leva nossos amados irmãos a pecarem. Imagina a cena, você lá com uma legging sem cobrir o bumbum sentada na frente de um irmão na igreja, intensa na hora do louvor e oração, mexendo pra lá e pra cá. Irmã!!! Coitado dos irmãos, não há santo que consiga se concentrar. Recomendo usar sempre uma blusinha maior, para cobrir essas áreas, ou amarrar algo na cintura, o truque do echarpe também funciona, mas precisa ter um estilo apropriado pra usar dessa forma.

legging

 

Imagens: Dicas de Mulher

Espero que tenha gostado das dicas, mas principalmente, que o ES te conduza a vestir-se como uma verdadeira princesa do Senhor.

Vamos expressar a santidade em nossas vestes.

Com amor,

20140417-103021.jpg

 

 

 

@danielle.dz
danielle@odiariodazoe.com.br


#Relacionamentos | A morte do namoro – Pr. Ivan Rodrigues

Olá pessoal!

 

Estamos participando da Conferência dos Vencedores 2015 e além de sermos edificadas e transformadas para transformar, temos conhecido muitos irmãos apaixonados pela visão da corte e um deles é o Pr. Ivan Rodrigues que foi ordenado ontem (03/04) aqui mesmo na conferência.

privan

 

“Eu amo a corte e acredito que é a única forma de termos relacionamentos saudáveis para o casamento.

Sou radicalmente contra o namoro, pois nesse tipo de relacionamento temos um grande problema: Quando pensamos em casar com aquela pessoa que foi um dia a nossa namorada (o), nós precisamos na verdade matar a(o) nossa (o) namorada (o) para que ela (e) possa ser de fato a esposa e não a namorada que vive debaixo do mesmo teto. Se não for assim, a que um dia foi a namorada vai concorrer dentro do nosso coração com aquela mesma pessoa com quem casamos. Porque a namorada (o) faz o possível e o impossível para nos agradar e o proposito do casamento não é que sejamos agradados, mas sim que amando aquela pessoa possamos cumprir o que Deus planejou para o casamento, uma aliança.

Numa aliança nós cumprimos a nossa parte independente de que a outra pessoa cumpra a sua, então não necessariamente precisamos ser sempre agradados (o que acontece no namoro). O namoro na verdade é uma fantasia com atores desempenhando papeis, se enganando mutuamente.

Te convido a ingressar nessa aventura de ser um homem casado, que cumpre o propósito de Deus e exerce a sua masculinidade na plenitude durante o casamento. E você mulher, a ser uma grande auxiliadora nessa aventura chamada casamento.”

 

Pastor Ivan Rodrigues auxiliar igreja Videira Vila Mariana em São Paulo, casado há 28 anos com Wanda Rodrigues e pai de Ives Filipe, de 21 anos.

privan2

 

Gostou? Ficou com gostinho de quero mais, né? Mas fique ligado, faremos uma entrevista com o Pr. Ivan e com certeza você vai pirar com tudo que ele tem pra compartilhar. E isso é só um pouco de tudo o que tem acontecido aqui na Conferência dos Vencedores.

O Diário da Zoe.


#Relacionamentos |Corte – Inimigos do Sonho IV

inimigos_do_sonho_3-447x420

 

Oi gente,

Falta muito pouco pra Conferência dos Vencedores aqui em São Paulo, onde nós participaremos e além de tudo seremos ministrados por grandes homens de Deus. Essa conferência será a conclusão do nosso jejum de 21 dias com o tema “Sentimentos”. Imagina o quanto esse tema não foi sugestivo para nós?! Confesso que foi um tempo muito marcante, onde Deus trouxe muita luz as minhas trevas, foi tipo um encontro com Deus de 21 dias hehe.

Bem, finalizando a série Inimigos do Sonho, chegamos ao ultimo inimigo: as Expectativas erradas.  Escrever hoje sobre esse tema é uma vitória e uma luta pra mim, pois como falei acima esse período de jejum foi um tempo de cura na minha alma. Certa vez o nosso querido Pastor Aluizio – Videira, falou que sempre haverá um novo nível para aquilo que vencemos em nossa vida e ministério. Por exemplo: se um dia você avançou na questão do perdão, certamente lá na frente haverá uma circunstância de nível maior onde você terá que liberar o perdão e avançará mais um degrau nessa área e assim em qualquer outra área, como submissão, humildade, relacionamentos etc., ou seja, sempre ficará mais hard. #thankyoujesus \o/

Eu havia vencido esse inimigo antes de entrar na corte e noivar, mas descobri nesse tempo de jejum que ele voltou pra me assombrar e em um nível muito mais forte :(, no entanto falarei disso depois. Vamos ao nosso inimigo da vez!

Expectativas erradas são aquelas expectativas que você cria a respeito de alguém ou de algo, sem nem mesmo comunicar o outro sobre isso.  Você tem um amigo e lança uma expectativa sobre ele de que ele sempre será fiel a sua amizade e nunca falhará com você, até que BUMMM!!! Ele erra com você e suas expectativas são frustradas.  Ou então você se prepara para uma viagem, pensa em todos os detalhes, gera diversas expectativas e quando a tal viagem acontece, nada daquilo de você planejou dá certo e suas expectativas são mais uma vez frustradas. Agora imagina isso em um nível de relacionamento.  A menina ou o rapaz decide esperar em Deus e se guardar para o seu amado (a) e coloca diversas expectativas, e ainda usa o chamado “Tô profetizando” dizendo: Ele será lindo, será rico, será espiritual e lança toneladas de expectativas na pessoa que nem imagina o cenário no qual está envolvido. O que acontece muitas vezes é que a pessoa que Deus reservou pra você chega, mas ele é um sapo ainda, não encaixa nas suas expectativas e você perde a oportunidade de viver a vontade de Deus simplesmente porque tinha expectativas erradas.

Não estou dizendo que não podemos sonhar com coisas que gostaríamos que a pessoa tivesse ou mesmo orar por isso, mas também não podemos fazer uma listinha e descartar a primeira pessoa que não se encaixar nos padrões dela. As coisas não funcionam assim e se você quer se relacionar precisa destruir desde já o inimigo da idealização, pois isso é uma expectativa errada que só impedirá o sonho de casar.

Contei que eu venci esse inimigo antes de cortejar e noivar, mas não foi fácil e talvez foi um dos maiores inimigos que eu tive que enfrentar.  No mundo sempre me relacionei com um tipo especifico de rapazes, eu visava sempre à aparência e essa era a minha base, mas se você tem acompanhado meus posts, já sabe que só me dei mal com essas escolhas. Quando decidi viver em santidade e aguardar o homem de Deus pra mim, eu gerei uma série de expectativas e padrões que eu gostaria que esse homem tivesse.  Como por exemplo: ser um homem consagrado como o Pr. Aluizio, um homem visionário como o Pr. Marcelo e generoso como o Pr. Naor.  Sempre dizia que não queria um novo convertido, afinal eu já era líder de célula, queria um discipulador, obreiro, pastor.  Sai da base fútil da escolha por aparência e parti pra base religiosa da escolha pelo nível de espiritualidade.  E sabe o que aconteceu? NADA. Nunca! Nunca ninguém me chamava a atenção e é claro que Deus também não permitiu ninguém se interessar por mim. Eu vivia em crise, pois eu era tão disposta, com o coração pra Deus, mas ninguém se interessava por mim.

Em um dos meus discipulados, minha discipuladora falou que a cada dia meu valor aumentava e que o homem de Deus teria que pagar um preço alto por mim. Ai, eu me achei! Pensei é isso mesmo! Mas ela continuou falando e disse que esse homem pode não vir na embalagem que você espera e muito menos pronto.  Que eu deveria ver sempre com os olhos do Senhor. Nessa hora eu até murchei :(, mas entendi o que ela estava me falando.  A partir disso comecei a orar, pra Deus alinhar todas as coisas e que eu pudesse vê-lo como Deus o via.

“Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração”.1 Samuel 16:7

Quando Deus abriu os meus olhos para quem seria o tão esperado “príncipe” eu retruquei e pensei: “ah não Deus, não pode ser!” Mas como havia decidido romper com toda expectativa errada, fui orar e pedi mais uma vez pra Deus me fazer ver como ele via. E foi tão doido, porque comecei a ver coisas que NUNCA tinha visto. Virtudes, atitudes, afinidades entre tantas outras coisas que aos meus olhos naturais seria impossível de ver. Deus me mostrou tantas coisas, que eu sabia exatamente como eu seria tratada durante o relacionamento, cada detalhe que eu ficava abismada, pois o Senhor já havia me mostrado.

Contudo, percebi nesse período de jejum, que esse inimigo voltou a me perturbar.  Ou seja, você vence expectativas erradas antes do relacionamento e precisa vencer as expectativas erradas durante o relacionamento, sempre em um novo nível.

Pela graça de Deus, estou respondendo nessa área e desfrutando da benção de ser obediente a Deus, tendo atitudes práticas para que esse inimigo não tome o terreno que já foi conquistado por Jesus.

Se você assim como eu travou uma luta contra esse inimigo, responda de forma prática e aqui vão algumas dicas:

  • Se arrependa de toda expectativa errada que foi gerada;
  • Peça perdão por colocar todo esse peso de expectativas erradas sobre a vida da outra pessoa, mesmo que você ainda nem conheça ela;
  • Converse sobre essas questões com seus líderes;
  • Ore para que você possa enxergar as pessoas através da ótica do Senhor.

Essas dicas não servem apenas para expectativas erradas geradas com respeito a um relacionamento de corte, noivado ou casamento, mas serve para tudo. Expectativas geradas sobre seus líderes, pais, irmãos, amigos, colegas etc.

Quero indicar um combo (Livro + Ministração) que me ajudou muito, já li o livro diversas vezes e também já perdi as contas de quantas vezes ouvi essa ministração.

Livro: A maldição da expectativa – Pr. Marcelo Almeida

b_high_mald_expectativa__88131_zoom

 

Ministração: A Maldição da expectativa – Pr. Marcelo Almeida

 

Os posts:

#Relacionamentos | Para Meninos: Sapo ou Príncipe?
#Relacionamentos | Para Meninas: Sapo ou Príncipe?

Também são excelentes para que você tenha mais clareza a respeito desse inimigo.

Que Jesus continue nos dando direção e trazendo luz as nossas trevas, para que nenhum engano nos faça perder suas bênçãos para nós.

PS: Essa série foi baseada no livro: Quero me casar, o que devo fazer? – Marília Pedrosa

Com encargo e vida,

20140417-103021.jpg

 

 

 

@danielle.dz
danielle@odiariodazoe.com.br


#Testemunho | Corte – Amanda e Guilherme.

2Imagem: Acervo pessoal Amanda e Guilherme.

 

Alinhado com o post Tenho filhos, posso cortejar?, pela primeira vez temos um testemunho duplo, onde o casal conta a restauração dos sonhos e inicio da corte onde há um filho envolvido.

Leia, seja edificado (a), se inspire e creia que você também pode viver a restauração dos seus sonhos! <3

 

4

Vou contar um pouquinho do meu testemunho e de como Deus tem alinhado cada detalhe.

Sempre fui da igreja desde pequena, ia às células de criança, participava do Ministério de Dança, comecei a tocar teclado e ia participar do Ministério do louvor, todos sonhos que o Senhor tinha colocado em meu coração. Só que por motivos de ‘relacionamentos’ me desviei fiquei por um longo período desviada, mais ou menos uns 6 anos, ia em alguns domingos pra igreja, depois sumia de novo, aparecia do nada rs.

Tive um relacionamento de um ano, onde eu engravidei e nasceu o Gabriel. Eu e  o pai do meu filho não demos certo e com isso o diabo foi roubando meus sonhos, destruindo as minhas esperanças onde eu achava muitas vezes que nunca ia conseguir achar alguém que aceitasse o meu filho, que não tivesse preconceito. O meu sonho sempre foi a Corte, pois eu via desde pequena esses princípios e achava algo maravilhoso da parte do Senhor, o fato de o Senhor ser o centro, da pessoa esperar por você, isso me encantava.

Nesse período de desvio o Senhor sempre colocou pessoas maravilhosas na minha vida e que nunca desistiram de mim, pessoas que eu agradeço a Deus por ter permitido conhecer, e com isso comecei a voltar a ir aos cultos, a me envolver com o pessoal da igreja e o Guilherme foi uma das pessoas que investiu em mim, sempre me chamando pra todos os eventos, tudo quanto é tipo de reunião, ele também estava voltando ambos querendo algo da parte do Senhor, querendo cumprir o propósito que o Senhor separou pras nossas vidas. Com isso cresceu uma amizade muito grande, onde a cada dia ele me aproximava de Deus, mandando louvores, exercitando pra que eu mandasse palavras que Deus tinha falado comigo.

Da minha parte começou a surgir um sentimento diferente e conversei com ele, resolvemos conversar com os nossos lideres e começamos a orar todos juntos. Em minhas orações sempre pedi que a pessoa que o Senhor tivesse separado pra mim amasse meu filho, o respeitasse porque isso é o mais importante, quando se é mãe a primeira coisa que pensamos é no bem estar dos nossos filhos. No começo foi meio estranho o Gabriel não ia muito com ele, pois também ele era muito pequeno tinha só dois aninhos. Oramos mais ou menos uns 10 meses e o Senhor nos tratou demais, fomos amadurecendo espiritualmente, amadurecendo nas atitudes, o Gabriel começou a ficar um grude com ele rs o Gui toca violão e o Gabriel ama pegar a palheta dele pra tocar também, o Gabriel vê ele com um referencial. Na igreja quando o Gui está orando ele fica olhando admirado e isso me encanta porque ele faz o mesmo.

E então no dia 29.11.2014 começamos a Corte, eu olho e vejo a mão do Senhor em cada detalhe, restaurando os sonhos dos dois, mostrando pra mim que apesar dos meus erros o que Cristo mais ama é um coração quebrantado e contrito, foi assim que Ele fez comigo.

5Imagem: Acervo pessoal Amanda e Guilherme.

 

E fazer Corte é realmente coisa de outro mundo rsrsrs… realmente nós não somos dessa terra hahahaha! Quando Cristo é o centro das nossas vidas, quando buscamos fazer a vontade d’Ele e o Seu reino, Ele vem acrescentando as demais coisas de uma maneira sobrenatural. DEUS É BOM DEMAIS! Sem Ele eu não estaria contando esse testemunho.

E você que acha que não pode se casar, que nunca vai achar ninguém que ame seu filho por ser mãe solteira, eu te digo que o nosso Deus é um Deus misericordioso, Ele nos ama e vai cumprir os sonhos d’Ele pra sua vida, busque as coisas do Senhor, busque ensinar seu filho a andar nos caminhos d’Ele porque quando você menos esperar o Senhor te acrescenta as demais coisas, o seu futuro esposo *–*

Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação; as coisas antigas já passaram, eis que tudo se fez novo. – II Coríntios 5:17

– Amanda Nunes

 

 

3

Fiel é esta palavra: Se já morremos com ele, também viveremos com ele; se perseveramos, também com ele reinaremos; se o negamos, ele, por sua vez, nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar- se a si mesmo. – 2 Timóteo 2:11-13

 

1Imagem: Acervo pessoal Amanda e Guilherme.

 

Esse texto resume a nossa história, temos uma longa história, erros, aprendizados, enganos, acertos, infidelidade, confiança, alegria, tristeza, mágoa… algumas coisas que marcaram as nossas vidas, antes de termos uma corte que a cada dia está mais firmada em Cristo, tivemos muitos momentos de guerra. A Amanda depois de muitos relacionamentos frustrados colecionou diversas decepções, assim como eu, ela por sua vez recebeu em um desses relacionamentos uma bênção da parte de Deus, o Gabriel. O Senhor tem o prazer de consertar as nossas vidas. Quando a conheci, era uma jovem muito retraída, sem sonhos ou expectativas, com um semblante bem triste, os dois tinham acabado de voltar aos caminhos do Senhor, os dois com a vida estragada, ansiando por restauração. A amizade sempre foi nosso ponto forte, sempre conversamos, compartilhamos juntos, Deus foi aos poucos alinhando os pontos, enquanto orava por um sentimento estranho em meu coração, vi Deus me surpreendendo, e já organizando tudo, fui infiel às promessas de Deus. Sempre fui daqueles que quer tudo para ontem, e com a minha futura esposa não foi diferente. Sempre fui muito ansioso e quebrei a cara por isso rs. O tempo foi passando e Deus foi se mostrando um Deus das terceiras chances, erramos muito; agora éramos dois antigos desviados tentando se fortalecer no Senhor, a minha grande dificuldade foi em relação ao Gabriel, como seria a aceitação dele, mas Deus se mostrou presente de novo, as orações já estavam sendo feitas, e aquilo que antes era uma dificuldade, hoje se tornou a minha alegria, amo ele como se fosse meu filho mesmo, Deus alinhou os pontos, no começo foi difícil me relacionar com ele, mas depois tudo foi dando certo. Mas enfim, o nosso testemunho se resume na fidelidade de Deus, Ele nos prometeu e cumpriu, fomos infiéis sim, mas Ele permaneceu fiel, o Senhor fez tudo perfeito e ainda faz, a cada dia estamos sendo moldados, a cada dia eu olho pra Deus com mais paixão, antes aqueles dois inconsequentes, agora dois jovens com o coração incendiado por Deus. SEM DEUS NÃO SERIA POSSÍVEL.

 

– Guilherme Artigiani

 

Testemunho: Amanda Nunes e Guilherme Artigiani

Igreja: Videira Parque São Vicente – Mauá/SP

 

Se você também tem um testemunho, envie um e-mail para: contato@odiariodazoe.com.br. Lembre-se o testemunho edifica a igreja, não deixe de compartilhar.

 

O Diário da Zoe.

 


 
1 2 3 4 5
 
Top