Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Relacionamentos | Eu – Inveja

inveja

 

Oi gente,

As coisas parecem meio paradas ultimamente aqui no blog, mesmo com todos os planos, todos os posts, não sabemos ao certo o que está acontecendo. Apenas confiamos que aquilo que Deus liberou sobre nós, irá se cumprir. Confesso que estou vivendo um tempo de morte para o meu eu, mas não é a morte morrida, é a morte matada. Deus tem permitido circunstâncias para me moldar e apesar de saber que tudo isso é para meu bem, não é nada gostoso.

Espero em breve compartilhar com mais detalhes sobre esse momento que estou vivendo, creio que tudo isso dará um grande testemunho.

Aproveitando o ensejo do “tratar” de Deus na minha vida para compartilhar sobre um tema bem #tenso: A INVEJA.

Certa vez ouvi que ninguém confessa o pecado de inveja e quase concordei com isso, mas decidi sair dessa estatística e confessei meu pecado. Pois é, eu já senti INVEJA e sabe o que é pior? Você também já sentiu! Ui!!!

Forte essa afirmação, não é? Mas infelizmente essa é uma realidade confirmada pela bíblia e também pela psicologia. A inveja é um sentimento inerente ao homem, faz parte de sua natureza.

“Houve tempo em que nós também éramos insensatos e desobedientes, vivíamos enganados e escravizados por toda espécie de paixões e prazeres. Vivíamos na maldade e na inveja, sendo detestáveis e odiando uns aos outros”.  Tito 3:3

O que é inveja?

INVEJA: palavra proveniente do latim invidĭa, significa o desejo de obter algo que outra pessoa possui e que você não tem. Representa a tristeza ou o pesar pelo bem alheio.

A inveja é um sentimento de frustração insuportável perante algum bem de outra pessoa causando o desejo inconsciente de danificá-lo. Em outras palavras, a inveja é a raiva vingadora do impotente que em vez de lutar por seus anseios, prefere eliminar a concorrência.

A inveja tem inúmeras formas de expressão: críticas, ofensas, dominação, rejeição, difamação, agressões, rivalidade, vinganças, ciúmes, desdém etc.

O que a bíblia nos fala a respeito da inveja?

lendoabiblia

“O coração em paz dá vida ao corpo, mas a inveja apodrece os ossos”. Provérbios 14:30

 

“O rancor é cruel e a fúria é destruidora, mas quem consegue suportar a inveja?” Provérbios 27:4

 

“Pois onde há inveja e ambição egoísta, aí há confusão e toda espécie de males”. Tiago 3:16

 

“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece”.1 Corintios 13: 4

 

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia,
Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,
Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”. Gálatas 5 : 19-21

Existem muitos outros versículos na palavra que falam sobre a inveja e há muitos exemplos de personagens bíblicos que expressaram inveja, como: Saul que teve inveja de Davi, Raquel que teve inveja de sua irmã Lia, os irmãos de José que o invejaram, o povo que se rebelou contra a autoridade de Moisés por inveja, Caim que teve inveja da oferta de seu irmão Abel e tantos outros.

Apesar de todos esses exemplos, como cristãos filhos de um Deus Santo não podemos aceitar esse sentimento. Todavia, ele pode acontecer, afinal estamos em processo de transformação das nossas almas.

Como comecei falando aqui no post, não é algo comum alguém confessar que sofre com o sentimento de inveja. Podemos falar abertamente sobre os pecados de avareza, idolatria, impureza sexual, mas INVEJA é algo que dificilmente alguém expõe. Isso porque o orgulho e o egoísmo acompanham esse tipo de pecado. Pode acontecer de não identificarmos a inveja, pois ela pode ser sutil.

Minha experiência com a inveja.

minhaexperiencia

 

Já falei lá em cima, que já senti inveja e todas as vezes que percebo qualquer nuvem de inveja se aproximando de mim, rapidamente a neutralizo. Não sou mais dominada por esse sentimento, pois tomei posse da minha identidade em Cristo e não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim (Gálatas 2:20).

Vocês sabem que eu e a Carol, minha parceira aqui no blog, somos muito amigas. Somos literalmente o Bob Esponja (Eu) e o Patrick (Ela) RS! No entanto, mesmo com todo nosso companheirismo e lealdade passamos maus bocados por causa da inveja. Quando a Carol estava para entrar na corte, eu também achava que isso estava pra acontecer comigo, lembra da decepção que contei no post – Porque é tão difícil guardar o coração? Pois é, aconteceu que o sonho dela se realizou e o meu não.  Poxa, que benção! Não aconteceu comigo, mas minha amiga está feliz, vou viver esse tempo com ela!  Claro que não pensei assim, pelo contrário deixei a minha velha natureza ressuscitar dos mortos e ao invés de me alegrar com a corte da Carol, senti um sentimento horrível dentro do meu coração. Detalhe, eu fui uma das pessoas que mais contribuiu para que esse sonho se realizasse e quando ele aconteceu eu simplesmente não conseguia me alegrar com ele. Eu questionava a Deus o porquê de ter abençoado ela e eu não!

Eu lutei muito contra esse sentimento, não queria sentir aquilo, mas sentia :(. Todas as vezes que via a felicidade dela, eu me lembrava da decepção que vivi. Apesar de todo esse turbilhão dentro de mim eu aparentava ser diferente. Lembro que no tempo em que a Carol estava na corte tivemos uma crise na nossa amizade, pois eu achava que tinha que procurar novos amigos, mas hoje falando tudo isso eu vejo que eu só queria abafar o sentimento de inveja me afastando dela.  As coisas ficaram um pouco piores quando ela ficou noiva e compartilhava as coisas do casamento comigo. Poxa, eu deveria ser a amiga que blaster iria ajudar. Infelizmente, demorei muito para me livrar desse mal até que um dia escutei uma ministração da Helena Tanure onde ela compartilhou a experiência que ela teve com a inveja.

Essa ministração marcou minha vida. Depois disso, me arrependi por aquele sentimento, procurei a Carol, confessei o meu pecado, pedi perdão e foi um grande liberar de Deus naquele dia. Nossa aliança de amizade foi fortalecida e decidi que viveria aquele momento com ela sendo sua maior colaboradora.  Estive nos momentos mais especiais dos preparativos pro casamento como a escolha do vestido de noiva. Também tive o privilégio de semear na vida dela e do seu esposo.

Essa experiência me trouxe revelação da palavra:

“Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram”; Romanos 12:15

Por que sentimos inveja?

pqsentimos

 

A inveja acontece quando não somos satisfeitos em Cristo. Como contei, na minha experiência com a inveja o que deu vazão foi à frustração que eu havia vivido.  Meu coração estava amargurado com aquela decepção.

Pessoas que não tem uma visão clara de si pela ótica da palavra estão propensas a serem constantes invejosas. Tudo na verdade é reflexo de uma alma completamente deformada que não se submeteu ao moldar da palavra conforme Cristo. A perda da nossa identidade em Cristo nos faz invejar até mesmo os ímpios, como contou o Salmista:

“Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos. Pois eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios”.
Salmos 73: 2-3

 Como vencer a inveja?

vencendoainveja

 

Como tudo na vida cristã, o segredo é depender do Espírito Santo, mas baseada na minha experiência, na palavra e no conselho de homens de Deus (ou seja, não é uma regra), quero dar algumas dicas:

  • Quando sentir um desconforto com a felicidade ou conquista do próximo, cheque seu coração diante de Deus. Peça a Ele que sonde o seu coração e que esquadrinhe o seu ser, a fim de mostrar qual o real sentimento por trás desse incomodo;
  • Diante do que Deus mostrar, arrependa-se e exponha-se, peça perdão a pessoa na qual sua inveja havia sido direcionada;
  • Torne-se o maior admirador dessa pessoa, com toda certeza não haverá lugar para a inveja muito menos para satanás e seus enviados;
  • Aproxime-se de Deus, busque cada vez mais a intimidade com ele. Pois é o único lugar onde você poderá ser suprido. Assim como o Salmista que sofria com a inveja:

“Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor DEUS, para anunciar todas as tuas obras”.
Salmos 73: 28

Sou invejado!

souinvejado

 

Sei que o post está gigantesco, mas não posso deixá-lo incompleto. Preciso compartilhar sobre o outro lado da história.

Quando invejamos os outros, sentimos vergonha ou ficamos assustados e nos reprimimos. Se percebemos a inveja dos outros, ficamos com medo ou raiva da outra pessoa.

Todo esse texto surgiu de algumas circunstâncias que vivi depois que entrei na corte. Pessoas que oravam, choravam comigo, simplesmente mudaram. Ao invés de desfrutarem desse tempo comigo, só conseguiam olhar para elas mesmas. Pois é, vivi o outro lado da história. 🙁

Como eu já havia passado por isso como a “invejosa” consegui lidar bem com a situação. Não senti nem medo nem raiva, pois sabia o que essa pessoa estava vivendo.  Porém, quando a pessoa “invejada” não enxerga a situação como no meu exemplo o clima pode ficar muito tenso a ponto de amizades serem rompidas.

A inveja é enganosa, muitas vezes desejamos aquilo que é do outro sem nem mesmo termos consciência do que é de verdade. Lembro-me de uma vez, que uma irmã passou a mão no meu cabelo e disse: Queria que meu cabelo fosse igual ao seu! Naquele momento, eu só pude clamar por misericórdia a Deus, pois aquela irmã não sabia o perigo daquilo que ela estava pedindo. Eu, naquela época, usava aplique no cabelo porque eu estava CARECA. Pasme!

Não podemos deixar de mencionar que algumas pessoas se sentem “invejadas” pelos outros por que “se acham” demais. O fruto do EGO é tanto que a pessoa acha que todo mundo sente inveja dela. CUIDADO!

Se perceber que alguém por algum motivo sentiu “inveja” de você reconheça-se como de fato você é: NADA! Tenha compaixão dessa pessoa que está invejando algo que não existe, pois o único que tem TUDO é Deus!

Esteja disposto a pedir perdão por gerar um sentimento errado em seu irmão e é claro, a perdoar.

Nem um, nem outro!

A inveja não é boa pra ninguém. Nem para quem sente, nem para quem é invejado. Devemos mesmo é cultivar os frutos do Espírito:

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei”. Gálatas 5:22 -23

Desejo profundamente que Deus tenha falado com você através desse post e que você dependa do Espírito Santo para vencer essa e qualquer outra dificuldade.

 

Com encargo,

20140417-103021.jpg

 

 

 

 

 

@danielle.dz
danielle@odiariodazoe.com.br

28 de abril de 2015 Relacionamentos
2 comments

2 Responses to “#Relacionamentos | Eu – Inveja”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top