Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Relacionamentos | Desmistificando a corte!

IMG_0834_

 

Apesar de falarmos muito sobre a corte aqui no blog, ela ainda é um bicho de 7 cabeças pra muita gente. Dúvidas e mais dúvidas surgem na cabeça das pessoas quando falamos de relacionamento santo.

Em meu tempo de corte – e até hoje quando conto meu testemunho de relacionamento kkkk – as perguntas e comentários mais comuns eram:

  • Corte… ãh? O que é isso?
  • Só pode pegar na mão?
  • Não pode beijar na boca?
  • Mas como que faz pra saber se é a pessoa certa?
  • Muito bonito, mas eu não conseguiria viver assim.
  • Vai me dizer que vocês não deram nenhuma escorregadinha?!?!
  • E se você errar e não for essa a pessoa?
  • Como vocês vão se conhecer se sempre tem gente em volta?

E mais uma dezena de perguntas sobre o dia-a-dia de um casal que resolveu se relacionar na corte. Quero hoje responder essas perguntas pra você e desmistificar algumas questões.

 

 

Corte… ãh? O que é isso?

não é comigo

Como já explicamos no post sobre “O que é Corte?”, a corte nada mais é do que uma forma de relacionamento santo para o casamento com propósito.

 

 

Só pode pegar na mão?

Algumas decisões sobre os limites dependem do casal e de como estão sendo instruídos.

Como assim depende, Carol?

É que nós entendemos que cada pessoa é única e que talvez o que não desperte desejo em mim, pode despertar o desejo de outro. No inicio do meu tempo de corte, percebi que os abraços de urso do Marcos não me faziam muito bem (falando de pureza, ok? Porque os abraços deles são os melhores do mundo tooooodooo!), então decidimos que em nosso tempo de corte e noivado, não iríamos nos abraçar de frente, para evitar a fadiga. Por isso que falamos que depende. É claro que existem desejos que são comuns a todos os casais, como o sexo antes de casar, o beijo na boca, sair sozinhos e etc, afinal, somos da mesma espécie.

 

 Não pode beijar na boca?

what-did-you-just-say

As pessoas sempre ficam muito chocadas com a questão do beijo na boca. Entendemos que o beijo é uma preliminar do sexo e uma coisa tão intima entre um casal casado que não deve ser feito com qualquer pessoa. Hoje essa prática está tão banalizada que quando alguém quer viver diferente do mundo, acaba sendo tirado de “careta”.

 

 

Mas como que faz pra saber se é a pessoa certa?

A premissa da corte é o relacionamento como propósito para o casamento. A corte não é um relacionamento a dois e sim a três. Como isso?

Simples… Você + A Pessoa + Espírito Santo = Relacionamento Perfeito! 😀 <3

Antes de entrar na corte há toda uma preparação onde a pessoa ainda estará no relacionamento a dois (Ela + Espírito Santo) e vai validar em Deus qual a vontade d’Ele nessa área. É claro que as respostas de Deus nem sempre são o que esperamos e nem no tempo que esperamos, por isso já aviso de antemão que é uma grande prova de dependência e paciência. Depois que Deus dá o OK para o relacionamento pode iniciar a corte.

Obs.: Falei de forma simples como ocorre o processo, mas em todo esse período de decisão a liderança está envolvida. Há uma série de questões naturais que precisam estar alinhadas (como condições financeiras, emocionais e liberação dos pais) para que a corte ocorra. Pelo amor de Deus, não vá ler o post, olhar pro primeiro rapaz/moça e falar que Deus deu OK e já entrar na corte. >.<

 

 

Muito bonito, mas eu não conseguiria viver assim.

anigif_enhanced-22924-1397688256-9

Muitos dizem isso, porque não entendem que Deus honra aqueles que O honram. E honramos a Deus andando em santidade e vivendo na contramão do mundo.

É claro que Deus abençoa todos os casamentos, pois é ali que começa o plano d’Ele, a família. Mas vemos que a recompensa e as bênçãos que são derramadas sobre um casal que resolveu se guardar são realmente notórias.

 

 

Vai me dizer que vocês não deram nenhuma escorregadinha?!?!

ihihi

Alguns casais por falta de vigilância acabam quebrando alguns votos, mas no meu caso de tanto perguntarem eu já estava respondendo assim: Não, não demos. ¬¬’

 

 

E se você errar e não for essa a pessoa?

Temos que levar em consideração que todos estamos propensos a errar e podemos nos enganar. Esse erro pode ocorrer por N motivos, seja por pressa, por falta de ouvir Deus, por ser uma experiência que a pessoa tenha que passar e etc. Mas sim gente, uma corte pode sim acabar. Afinal é o tempo para conhecer e se ali você já ver que aquela não é a pessoa certa, nem se aventure a noivar e muito menos casar.

 

 

Como vocês vão se conhecer se sempre tem gente em volta?

giphy

Como já falamos em muitos posts sobre a corte, esse é um tempo para que o casal se conheça em todos os ambientes e isso inclui os amigos, a família, a igreja e etc. Porque evitamos a questão de ficar sozinhos? Por que entendemos que um casal sozinho pode conversar coisas impróprias ou talvez não conseguir manter o propósito de não se beijarem, como a palavra nos diz, temos que fugir da aparência do mal.

 

Em nossa visão aplicamos a corte como sendo o padrão de relacionamento para casamento, pois na atualidade o namoro cristão acaba sendo o mesmo namoro do mundo, só que sem sexo (isso quando o sexo não acaba acontecendo). Quero ressaltar que existem casais santos, comprometidos com o Senhor e com a palavra que namoram e vivem basicamente o mesmo que a corte. Meus pais são um exemplo claro disso, fizeram corte sem nem mesmo saberem. Em breve vamos publicar o testemunho deles. 🙂

 

Desmistificou? Deixa as suas dúvidas aqui nos comentários! 😉

 

 

 

Com amor,

 

 

pickerimage

 

@anacarolina.dz

anacarolina@odiariodazoe.com.br

2 de julho de 2015 Corte
5 comments

5 Responses to “#Relacionamentos | Desmistificando a corte!”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top