Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Relacionamentos| Corte – Por que é tão difícil guardar o coração?

RELACIONAMENTOS2

Oi gente!

Sempre me fiz essa pergunta: Por que é tão difícil guardar o coração? 

Você que é menina já deve ter sofrido com a famosa “síndrome da fantasia do romance repentino” (tá, o nome eu que inventei, mas você vai se identificar). Essa síndrome acontece quando você está no seu pico de carência e ao invés de se voltar pra Jesus você fica caçando assunto por aí, então alguém olha pra você de forma diferente ai começa a novela. Você já imagina uma conversa, um flerte e, é um pulo para se imaginar casando com o dono do olhar 43. Quanta fantasia!!!

De fato é verdade “mente vazia é a oficina do diabo”. O pior é que por mais ridículo que isso pareça, acontece frequentemente, as vezes numa conversa mais demorada com um colega da escola, faculdade ou trabalho, outras vezes por um comentário feito no face e Puff!! você já está apaixonada. Detalhe, na maioria das vezes você nem conhece o sujeito e não sabe nada sobre ele.

Falo com propriedade sobre isso, sofri muito com a ansiedade de saber quem era o meu “príncipe” e na ânsia de saber quem seria, ficava procurando sinais e coisas que me dessem pistas dele. Vez ou outra eu me pegava orando pedindo perdão a Deus por não ter guardado meu coração. Era algo que me deixava muito mal, afinal eu queria mesmo guardar o meu coração, mas não conseguia.

Certa vez, eu comecei a conversar demais com um rapaz da igreja. Compartilhávamos sobre a palavra era algo “aparentemente bom”, mas as conversas tornaram se cada vez mais rotineiras gerando uma necessidade de conversar todos os dias e é claro que quando vi, eu já estava envolvida e o pior ficava orando pedindo sinais a Deus para saber se ele era o “príncipe” que Deus tinha separado pra mim.  Você pode até pensar que eu estava fazendo certo, porque eu estava pedindo a direção de Deus, mas na verdade não.  Como conversávamos muito, eu já tinha feito mil fantasias sobre nós dois, ou seja, já tinha entregado o meu coração.  Sim, fácil assim. 🙁 

Acontece que quando entregamos nosso coração fica difícil discernir algo. Tudo se confunde com nossa vontade e não podemos esquecer-nos do que a palavra diz sobre o nosso coração:

“Ora, não há nada mais enganoso e irremediável do que o coração humano, e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?” Jeremias 17:9

Pois é, ele é enganoso. Continuando a minha história…fiquei pedindo sinais a Deus, e tudo o que eu pedia pra Deus acontecia. Sério! Parecia ser real, eu realmente acreditava que ele era o cara. O homem de Deus com quem eu casaria e viveria o propósito do Senhor (que espiritual, não?). Até que o rapaz, do nada saiu da igreja e não era nada daquilo que eu tinha fantasiado. Sim, “FANTASIADO”, a pessoa por quem eu me apaixonei era alguém que eu tinha inventado, não era a real. Infelizmente eu sofri com isso, pois entreguei meu coração para a pessoa errada. 

Veja, em toda a história que eu estou contando, não disse que me envolvi fisicamente com o rapaz, tudo isso foi só por causa de conversas inocentes. A grande questão é que essa bobagem toda me abalou. Fiquei sem chão, fui frustrada e pra piorar ainda contei pra ele tudo o que eu pensava, contei dos sinais que Deus me deu, contei dos sonhos que eu tinha com ele. Jesus!!! Só de falar disso me envergonho. Isso mexeu com minha fé, me gerou tristeza no coração e perdi o foco da vida cristã que é estabelecer o reino de Deus. 

Quando me vi assim, entendi o que a palavra diz sobre guardar o coração:

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”. Provérbios 4:23

Sabe, percebi que podemos ter problemas na família, problemas na escola, problemas no trabalho, nas células em tudo, mas nada nos abate tanto quanto problema do coração (relacionamentos). Isso realmente rouba a vida de Deus em nós. 

Decidi a partir da experiência que tive fazer um voto com o Senhor. Então com o coração arrependido orei a Deus pedindo perdão por ter permitido isso acontecer comigo e me consagrando a esperar genuinamente em Deus. Nesse dia eu também escrevi uma carta para o meu futuro marido contando o que tinha acontecido e pedindo perdão por ter entregado meu coração a outra pessoa. Isso tudo foi verdadeiro e me ajudou muito, pois contei com a ajuda do Espirito Santo para aguardar a pessoa certa.

Essa oração foi um divisor de águas, pois uma coisa eu tinha certeza: Eu nunca mais queria ter uma experiência como aquela. Talvez você esteja pensando, “nossa, mas você nem se envolveu fisicamente e sofreu tanto assim?” Sim, sofri. Pois eu já tinha namorado antes de me converter e foi traumático e quando me converti já tinha decidido esperar em Deus, queria fazer tudo certo e acabei me frustrando novamente. 

Valeu a pena me posicionar e guardar o meu coração. Entendi o verdadeiro sentido disso e aquilo que parecia tão difícil se tornou uma prática para que eu não me ferisse.

É por isso que é tão difícil guardar o coração. Porque muitas vezes não entendemos o real sentido disso.

Passei a tomar algumas medidas como, não conversar no privado com meninos, não andar sozinha com rapazes, mesmo que a pessoa fosse meu amigãozão. E sempre que me sentia carente, eu corria pro colo de Jesus. Isso é, orar mais, jejuar mais, ler mais a bíblia, ouvir ministrações, me envolver nas coisas do reino e principalmente cuidar de outras pessoas. Foi um tempo de muita frutificação na minha célula. 

E pela graça de Deus, quando o tempo perfeito de Deus chegou eu descobri que o meu príncipe  sempre esteve perto de mim. 🙂

Se você tem sofrido por não guardar o coração, eu declaro sobre sua vida um novo tempo. Tempo de decisão e revelação do quão importante isso é, e acredite, quando for à pessoa certa tudo será alinhado. Falo por experiência, não se preocupe. Apenas creia!

Com amor, 

20140417-103021.jpg

19 de janeiro de 2015 Tempo de solteiro (a)
9 comments

9 Responses to “#Relacionamentos| Corte – Por que é tão difícil guardar o coração?”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top