Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Relacionamentos | Corte – Conflitos!

conflitos

 

Oi gente,

Estamos bem empolgadas com algumas coisas que estão acontecendo nos bastidores do DZ, em breve teremos novidades. 😀

Hoje quero compartilhar sobre algo que gera muita dúvida. Não sei se você já pensou o mesmo que eu, mas a minha ideia de corte é que a era um relacionamento perfeito! O céu na terra. Sem brigas e discussões apenas amor, amor, amor. Mas não é bem assim!

Cuidado com a maldição da expectativa, já falamos sobre ela no post Inimigos do sonho IV. Eu mesma sofri com isso. Como falei, apesar de ter orado tanto sobre o assunto, ainda tinha uma visão distorcida do que de fato a corte é.

Por idealizar a corte eu vivi dias de pesadelo naquilo que era pra ser um sonho. 🙁

Eu achava que na corte, não haveria desentendimentos. Que seria um relacionamento completamente em paz. Eu só havia me esquecido de um detalhe, estou sendo transformada e ele também. Não somos perfeitos e pra ajudar ainda somos diferentes!

Calma, não quero assustar ninguém. A corte é uma bênção e não tem nada a ver com o namoro, mas não é um mar de rosas assim como nenhum relacionamento é, mesmo aquele casal super referencial tem suas dificuldades. Relacionar-se exige um alto preço.

Quando começamos a cortejar (meu noivo e eu) não tínhamos desentendimentos, tudo realmente era muito tranquilo. No entanto à medida que passamos a conviver mais, ter mais intimidade as coisas passaram a ficar um pouco mais densas. Começamos a nos desentender. O fato de termos opiniões diferentes sobre determinados assuntos passaram a gerar discussões intermináveis e o pior, por coisas irrelevantes.

A coisa ficou pior quando começamos a organizar o noivado, se ele não concordava com alguma idéia minha, o circo fechava e vice versa.

Isso tudo começou a gerar um peso em nós e satã aproveitava pra lançar muitas setas em nossa mente. Mesmo com todas as nossas orações e convicções algumas dúvidas surgiram como: Será que devemos continuar? É isso mesmo?

Eu particularmente me preocupava muito pensando em como seria no casamento, se nesse tempo já estávamos vivendo esses conflitos, como sustentaríamos um CASAMENTO? O fato é que sempre tivemos muito desejo de acertar e corríamos pro Senhor que não nos desamparou e graças a Ele, nossa amada liderança percebendo o que estava acontecendo nos socorreu.

Com o acompanhamento dos nossos líderes vimos que o nosso problema era o famoso EGO, destruidor de famílias. Pois é, começamos a nos enxergar e ver que se realmente queríamos nos casar precisaríamos aprender a CEDER.

Confesso que não foi nada fácil expor essa dificuldade para a liderança, mas depois que fizemos isso entendemos o quanto é importante ter acompanhamento. Não apenas individualmente, mas como casal, afinal, não sabemos mesmo como nos relacionar a maneira do reino e precisamos dos irmãos mais experientes para nos auxiliar e termos êxito nessa caminhada.

Algum tempo depois passamos a estudar sobre Corte, Noivado e Casamento no seminário. Foi muito de Deus isso! 🙂 Nessas aulas algumas coisas foram esclarecidas pra mim e quero compartilhar com você.

  • A corte não é como o namoro, cheio de máscaras. Por ser uma amizade a corte permite que os dois se conheçam mais. Os conflitos são saudáveis, mas não confunda conflito com falta de respeito. É nesse momento que o coração é revelado.
  • Ter desentendimentos na corte não significa que o relacionamento está fadado ao fracasso. Pelo contrário, a resposta diante dessa dificuldade determinará o futuro da corte.
  • Até que os dois cheguem ao ponto de serem “um” no casamento, há muitas ideias, conceitos, tradições que precisam ser fundidas.
  • No tempo de corte devemos orar para Deus preparar circunstâncias para que o nosso coração seja revelado a tempo de sermos tratados.

Tudo o que compartilhei que vivi foram respostas das nossas orações. Sempre pedimos a Deus para mostrar tudo o que éramos e precisávamos avançar antes de casar e Deus nos ouviu.

Não estou dizendo que você deve provocar esses conflitos, pois cada casal é único. Alguns tiveram mais dificuldades, outros menos. O fato é que precisamos aprender a lidar com cada situação e principalmente depender de Deus.

A cada dia vejo o quanto o relacionamento para o casamento é algo sério, são tantas questões envolvidas que não consigo entender como que as pessoas podem decidir pelo casamento sem a ajuda do ES. Talvez seja por isso que temos tantos índices de separação e divórcio.

Ah! E sobre nós, sobrevivemos!!! Graças a Jesus por sua imensa misericórdia. Nosso relacionamento hoje é outro. Ainda temos conflitos, mas são completamente diferentes daqueles que vivemos no tempo da corte. Sentimo-nos mais maduros e mais parceiros. Como os casais mais experientes falam: “As dificuldades só fortalecem o casal” e é assim que nos sentimos.

Outro dia enquanto ministrava em um curso na igreja, compartilhei sobre esse período que vivemos como casal, pois as pessoas olham pra nós e acham que tudo é perfeito. Ao final do curso uma irmã casada me procurou e disse que estava entendendo como a corte era importante, pois aquilo que eu aprendi durante a corte ela só foi aprender depois de 11 anos de casada.

Desejo que esse meu testemunho ajude você que está no tempo de espera, a pular essa fase, que você aprenda a ceder desde já. E você que está se relacionando, não deixe de compartilhar com sua liderança, isso é o que fará a diferença no seu relacionamento.

Que o Senhor abençoe cada casal que decidiu viver a vontade de Deus e que os conflitos não transformem o sonho de Deus em um pesadelo mundano.

 

Com encargo,

 

20140417-103021.jpg

 

 

 

 

 

 

 

@danielle.dz
danielle@odiariodazoe.com.br
Snapchat: solwila

16 de junho de 2015 CorteTestemunho
No comments yet


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top