Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Relacionamentos | Corte – Cadê suas convicções ?

kiko

 

Olá gente,

Estamos meio sumidas, mas calma não abandonamos o blog!

Todos ainda estão meio chocados com os últimos acontecimentos no meio cristão ou como uns gostam de chamar “meio gospel “, e falar de relacionamento em santidade e corte é causar polêmica nas redes sociais. Muitos estão concordando com absurdos e chegam a dizer que não vale a pena esperar, mas pra onde foram as suas convicções? Quer dizer que você não acredita mais que um relacionamento em santidade e propósito pode dar certo?

Precisamos começar do começo! 

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” Romanos 3:23

Eu e você ainda somos pecadores e como qualquer um estamos sujeitos a cair em tentação, por isso oramos: Não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal!!!

1- Estamos no mundo que jaz do maligno, mas não somos daqui. Portanto apesar de estarmos no mar, não somos peixe e não precisamos viver como eles. Isso precisa estar claro na nossa mente, a nossa identidade em Cristo. Pois, quando falamos de relacionamentos em santidade, estamos falando de um estilo de vida de santidade, um caminho pelo qual aquele que está inteiramente comprometido com a obra de Deus escolhe caminhar.

2- É importante ressaltar que ter um relacionamento na visão da corte, não garante que ele é puro, santo e que Deus aprova. Sabemos muito bem que muitos não tiveram revelação do verdadeiro sentido da corte e simplesmente usam essa nomenclatura para encobrir um namoro, com todo ciúme, sentimento de posse, briguinhas e muito envolvimento carnal e emocional que são contrários ao caminho da santidade.

3- Contudo, ainda que a corte seja genuína, iniciada por duas pessoas que vivem com propósito, dependem de Deus e entendem que o casamento faz parte disso, estão sujeitos a errar e colocar tudo a perder. Por isso é necessário o apoio dos pais, amigos, velas e discipulado. Essas são as proteções para que aquilo que começou bem continue no caminho certo.

4- A corte não é garantia de um bom casamento, ela é só um caminho até ele. O casamento precisa ser construído em uma base sólida, não em emoções aguçadas, empolgação e ilusão. Mas, mesmo edificado sobre uma base forte precisa continuamente de manutenção e vistoria.

5- O bom casamento não é aquele que é perfeito como um conto de fadas, até porque todos sabem que eles não existem, são fantasias.  E aquele que se casa e pensa que viverá uma eterna paixão, está iludido. Todo bom relacionamento passa por momentos de extrema alegria e regozijo, mas também enfrenta tempestades e desertos para então ganhar experiência e fortalecimento.

 

As vezes vemos os casais comuns e famosos nas redes sociais e pensamos que eles não tem nenhum tipo de problema. Criamos uma ilusão de um relacionamento perfeito, por vermos fotos, vídeos etc, e quando uma situação difícil vem a tona, nos chocamos. Isso na verdade foi só uma expectativa frustrada por um idealismo gerado em cima de algo fora da realidade.

Só entende o que é casamento quem vive o casamento. Eu por exemplo ainda estou conhecendo, tenho só oito meses de casada e muuuuito a aprender. O fato de termos nos relacionado na corte não nos impede de discordamos um do outro, de termos atritos, de passarmos por dificuldades. Entretanto o preço que pagamos em esperar, a história que construímos até aqui e o propósito de Deus, nos faz pensar antes de falar, pedir desculpas, reconhecer o erro e fazer tudo o que for necessário para termos uma família que expressa Cristo e a igreja.

Portanto, não deixe suas convicções só porque outros erraram, use essas experiências para vencer as suas dificuldades e consolidar ainda mais suas convicções. Deixe pra trás a visão romântica do casamento, entenda que ele faz parte de um propósito por isso na dificuldade, pare, pense e reveja a maneira como ele está sendo construído!

 

Com convicção!

 

dz

 

Danielle dos Santos
danielle@odiariodazoe.com.br
@danielle.dz
www.facebook.com/odiariodazoe

8 de julho de 2016 Corte
1 comment

One Response to “#Relacionamentos | Corte – Cadê suas convicções ?”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top