Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Relacionamento| Corte – Fiquei solteiro, e agora?

single

Oi gente,

No meu ultimo post sobre a inveja, comentei que as coisas estavam meio paradas, e pra glória de Deus isso já mudou. Continuo no tratar intenso de Deus na minha vida, mas sei que tudo coopera pro meu bem, não é?

O título do post é um pouco estranho, afinal quem não se casou ainda é solteiro mesmo que namore, esteja na corte ou noivo. No entanto o estar “solteiro” é mais popularmente conhecido com o estar “sozinho”, “sem ninguém”. Por isso o título.

Quero contar um pouco do meu testemunho de quando fiquei “solteira”. Tive um namoro  de um ano e três meses. Havia sido meu único relacionamento “sério”, eu namorava um homem 10 anos mais velho do que eu, bem sucedido profissionalmente, divorciado e com 1 filho pequeno. Quando aceitei namorar com ele (claro que estávamos ficando já há algum tempo) eu conversei com meus pais para contar a eles a minha decisão. Lembro- me de cada detalhe da minha conversa com meu pai, onde ele me disse a seguinte frase: “filha, não quero que você sofra. Esse rapaz já foi casado, e tem um filho não vejo isso como algo bom pra você” e minha resposta obstinada foi. – Eu sei pai, mas eu preciso aprender com meus erros!
E assim foi, aprendi e sofri como ele mesmo havia dito! 🙁
Durante esse namoro eu me converti, eram tantos altos e baixos que só mesmo tendo um encontro com Jesus pra tudo mudar. Como eu era completamente dependente daquele rapaz, enlouquecida por ele ao ponto de ser neurótica de ciúmes e insegura, as minhas primeiras orações após a conversão eram: “Deus por favor, livra meu namoro de todo olho gordo”, “Senhor, que a gente pare de brigar”, “Senhor, não deixe que a gente termine o namoro, eu preciso dele”. Essas eram as minhas orações ridículas kkk, hoje conhecendo o Senhor eu imagino ele tampando os ouvidos e dizendo: filha, você não sabe o que está pedindo, por isso nem vou ouvir.  E glória a Ele por isso!

Enfim, continuei namorando e também continuei a conhecer Jesus.  Nesse processo, algumas coisas começaram a me incomodar, afinal a luz da palavra me confrontava. Descobri que esse rapaz era de família cristã e que ele mesmo era conhecedor da palavra e era na verdade um “desviado”. Uma coisa é certa, se eu era confrontada pela palavra, ele era confrontado por minhas perguntas, inocentes, como: Você não lê a bíblia? Você não ora? Como você conhece Jesus e eu nunca soube?

 
m_943799_HuhpBv0Tf3ry

 

Todas essas questões e confrontos da palavra me levaram as orações que agradaram a Deus. As orações “perigosas”: – “Senhor, faz a Tua vontade e não a minha”, “Se esse namoro não está nos Teus planos pra mim, me livra dele”, ” Não me deixa ser enganada”. E pronto! Foram quase que instantaneamente respondidas. Deus permitiu circunstâncias acontecerem para que eu não fosse mais enganada.

No entanto, mesmo Deus mostrando de todas as formas que aquela não era a vontade dEle eu ainda insistia. Mesmo sabendo que era enganada, necessitava daquele relacionamento e era dependente dele. Mas Deus na sua infinita graça moveu e o namoro chegou ao fim. Eu ainda estava contrariada, mas aceitei. Achava que em algum outro momento voltaríamos a nos relacionar.

Passado pouco tempo do termino do namoro, tive a maior decepção de todas, ele já estava namorando com outra. O pior é que Deus em todo tempo tinha me avisado, mas eu estava cega. Enfim, a partir disso tomei uma decisão, eu não queria mais nenhum vínculo com aquele rapaz. Foi nesse tempo que conheci verdadeiramente Jesus.

 

tumblr_mnq6or900a1stpwsmo2_400

 

 

Fiz uma viagem sozinha pro nordeste do Brasil, e ainda nova convertida pude ter algumas das mais profundas experiências com Deus. Cada noite que eu passava em claro chorando, por me sentir rejeitada, sozinha, perdida eu encontrava o colo de Jesus que me embalava até eu dormir.  Foi tanto cuidado e tanto amor que recebi d’Ele que só de me lembrar dessa nossa fase (minha e de Jesus) meu coração queima. Tive minhas primeiras revelações da palavra e o desejo de me batizar e servi-lo foi gerado em mim.

Agora eu não me sentia mais perdida, havia encontrado um sentido pra vida. Descobri que na verdade tudo o que eu havia vivido seria usado por Ele pra o cumprimento do propósito.  Ele me supriu tanto, que uma oração que eu havia feito logo nos meus primeiros dias de caminhada cristã foi plenamente atendida. Orei : – Senhor, me dê amigos que me ajudem a conhecer mais o Senhor e que eu possa junto com eles viajar, me divertir e fazer o que o Senhor me chamou pra fazer. Não deixa eu me sentir sozinha. Ocupa meu tempo.

Hoje entendo que essa oração foi chave pra minha transformação. E Deus cumpriu cada detalhe dessa oração. Hoje às vezes peço uma folguinha, porque minha vida é uma santa correria, rsrs, mas é delicioso viver cada dia a minha emocionante aventura com Cristo.

Coleciono diversas experiências com o Senhor, de coisas que ele falou quando eu orava no meu quarto. De vezes que ele me usou, de sonhos que ele me deu e já cumpriu e ainda outros que creio que se cumprirão. Tantas pessoas que conheci e outras que continuo conhecendo. Conexões feitas mesmo por Deus. Pra você ter uma noção tenho um amigo indiano, que conheci e logo após Deus falar comigo sobre aquela nação. É muita loucura, mas sabemos que essa amizade tem um propósito.

Deus me levou a contar essa parte do meu testemunho com uma percepção de que há muitas pessoas vivendo o que vivi, “as respostas de Deus”, mas ainda não entenderam que é isso.

Sem dúvidas, ter me entregado genuinamente para Cristo foi a melhor coisa que fiz. Vivendo hoje em um noivado derivado da corte rumo a um casamento com propósito só me faz ver como os sonhos de Deus pra nós são infinitamente maiores do que os nossos sonhos.

Desejo profundamente que assim como na minha vida, Deus coloque pessoas no seu caminho para te levarem aos sonhos “grandes” de Deus.

Com encargo,

20140417-103021.jpg

 

 

 

 

 

@danielle.dz
danielle@odiariodazoe.com.br

12 de maio de 2015 Tempo de solteiro (a)Testemunho
1 comment

One Response to “#Relacionamento| Corte – Fiquei solteiro, e agora?”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top