Blog sobre relacionamentos, corte e lifestyle cristão.
 
 

#Missões | Burkina Faso – África.

BF1

Sou Rafael do Vale, tenho 22 anos e sou estudante de teologia, servo de Deus. Não me dou ao luxo de dizer que sou missionário por não atuar no campo, apesar de acreditar que todo cristão é um missionário, se não for é um impostor.

Há seis anos sou líder de jovens na Catedral da Adoração “O Brasil Para Cristo” na cidade de Goiânia. Não sou cristão de modinha, nasci para morrer em Cristo. Tive meu primeiro contato missionário aos 20 anos, desde então, tive a oportunidade de ministrar e visitar alguns países como França, Burkina Faso, Alemanha, Bélgica, Holanda, Panamá, e Haiti…

 

BF2

Logo na primeira viagem, enfrentei uma discrepância social, cultural e climática tão grande, a ponto de sair da França com 4°C e chegar à noite na África com 39°C.

Burkina Faso, a Missão Desafio que é um projeto nacional, está a frente de alguns trabalhos como por exemplo abertura de poços, doação de alimentos e várias igrejas espalhadas por todos os países. Uma delas possui 800 crianças. No local em que estávamos havia vários “garibus”, são crianças de 2 a 14 anos que são rejeitadas pelos seus pais e ficam sob o cuidado dos muçulmanos do Islã que os escravizam e maltratam. Por obrigação as crianças devem decorar o alcorão, pedir esmolas com baldes nas costas e o que ganham dão aos muçulmanos e todo trabalho escravo. (90% da sociedade de Burkina Faso é Islã).

Os garibus que resistem às condições precárias de vida até aos 14 anos fogem ou morrem. Quando estávamos na divisa de Burkina com Mali, num lugar totalmente deserto, chegamos a um vilarejo onde havia várias crianças garibus. Paramos em uma loja de conveniência bastante simples, uma criança me pediu dinheiro, mas havíamos sido instruídos a não dar dinheiro. Comovido com a situação comprei 10 mil franco CFA de guloseimas e dei a eles. Nisso multiplicaram as crianças do pó da terra. Eu me alegrava com elas, tentávamos conversar com o básico de francês e inglês, perguntava o nome de cada uma, quando menos esperava todas estavam falando meu nome de uma forma engraçada e diferente o que me emocionava bastante.

Estávamos em uma casa próxima a uma base da Al-Qaeda. Segundo os missionários de campo, estávamos cercados pelo exército local. No país o risco de morte de cristão é muito grande. Logo pela madrugada levantamos eu e um amigo americano para orar pela nação e pelo povo. Passaram-se algumas horas e enquanto orávamos, notei olhos de pessoas na parede da casa. Quando abri a porta, milhares de crianças estavam nos esperando e algumas delas me chamaram pelo nome de um jeito engraçado, como na loja de conveniência – estávamos a 35 km de lá.

Nesse momento comecei a olhar como Cristo, verdadeiramente. Tive compaixão pela nação de Burkina Faso, chorava ao pensar na maneira que vivemos o evangelho no Brasil, Superficialmente. (Esta foi apenas uma das várias experiências em campo).

 

BF3

Na volta ao Brasil, orei meses pedindo estratégias, pois com uma mente tão diferente não conseguia formar ideias; tudo o que falava e falo não representa o que vivo. Mas enquanto orava, Deus me disse para amar pessoas mais que coisas, amar pessoas incondicionalmente e conscientizar a igreja da necessidade de trabalhadores na seara.

 

BF4

Sabendo disso, assumi a responsabilidade missionária em nossa comunidade de fé e da minha cidade, criando uma base missionária para alcançar todas as esferas da sociedade. A missão se chama Missão Desafio Goiás, onde estamos formando, aproximadamente, 15 missionários que atuarão com Cristo na cidade. Temos como objetivo somar com os projetos já existentes e dar continuidade, criar ramificações para alcançar, absolutamente, todas as pessoas, de pobres à ricos. Já fomos e, ainda vamos, em vários lugares do Brasil e do Mundo. Certa vez meu pai me disse que se temos poder para sonhar, Deus tem poder para realizar todos os nossos sonhos. Os trabalhos e missões são inúmeros e parecem impossíveis, mas cremos no Deus do impossível, capaz de fazer coisas inimagináveis, vivemos por fé e não pelo que vemos. Por isso, todo dia presencio um Milagre.

 

BF5

Caro leitor, espero que essas palavras tenham edificado sua vida e o mesmo Espírito que move em mim, se mova em você. Que você tenha uma consciência missionária. Você é a palavra de Deus para alguém.

Contribua com essa obra:

Banco Bradesco
Agência: 1777
Conta Corrente: 1000131-5

Rafael do Vale Maciel

 

Lembre-se que o testemunho edifica a igreja, compartilhe o que Deus tem feito e envie para contato@odiariodazoe.com.br.

 

O Diário da Zoe.

 

 

28 de agosto de 2015 MissõesTestemunho
3 comments

3 Responses to “#Missões | Burkina Faso – África.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top